Jornalistas do RMC veem Usain Bolt em ultra-alta definição no Museu do Amanhã

A imprensa também pode conhecer melhor as instalações do Museu do Amanhã
 

2016.08.14-Televisão-4K.Corrida-do-Bolt_Paulo-Araújo.03

No domingo, dia 14 de agosto, um grupo de jornalistas credenciados pelo RMC estiveram presentes ao  Museu do Amanhã, no centro da cidade, e acompanharam a competição de Atletismo, sediada no Engenhão, por um telão de 300 polegadas, com transmissão em 8k, que oferece imagens em uma resolução 16 vezes superior à alta definição (HD, na sigla em inglês). E, alta tecnologia os jornalistas acompanharam o jamaicano Usain Bolt se tornar, tricampeão nos 100 metros rasos no mais alto nível de realismo que a tecnologia permite atualmente. 

 

 

A tecnologia de ultra-alta definição (UHD) é a mais avançada em qualidade de imagem perceptível ao olho humano. São quase 8 mil pixels na horizontal (7.680 x 4.320) e som com mais de 20 canais de áudio. Tudo isso fez a experiência de ver o homem mais rápido do mundo em ação ainda mais emocionante. “É realmente incrível, uma resolução muito perfeita”, disse o venezuelano Victor Días.

 

 

No auditório do Museu do Amanhã, o público vibrou junto com a torcida do Estádio Olímpico, cujos gritos invadiram o ambiente. Para o jornalista Luiz Felipe Mallet, do portal Zimel, a qualidade do som impressionou tanto quanto a imagem. “Ouvia os gritos e vozes da torcida vindo por todos os lados, o áudio é um grande diferencial nesta tecnologia”, comentou.

 

 

A transmissão foi conduzida pela TV Globo em parceria com a emissora pública japonesa NHK. Desde o início dos Jogos Olímpicos, as duas emissoras têm realizado exibições de competições em 8k no Museu do Amanhã. A primeira delas foi a da Cerimônia de Abertura, no dia 5 de agosto, seguida por provas de judô e natação. “A tecnologia 8k tem uma qualidade de imagem e áudio que permite a gente ter a sensação de estar no estádio. No futuro, essa mesma tecnologia estará presente na casa de vocês”, disse Paulo Henrique de Castro, diretor de tecnologias de transmissão, pesquisa e desenvolvimento da TV Globo.

 

 

As transmissões em 8k fazem parte da atual exposição ‘Experiência do Amanhã –  A evolução da televisão no Brasil’, que faz um histórico da evolução da TV, de sua origem até o que se espera dela no futuro. O 8k faz parte desta evolução e é considerado a próxima fronteira da indústria audiovisual, que vai suceder o 4K. A expectativa é que aparelhos de televisão com esta tecnologia comecem a ser comercializados em 2020, no Japão.

 

 

 

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.