Linha 4 do Metrô atinge 94% de conclusão

A Linha 4 estará totalmente integrada às linhas 1 e 2 do Metrô, seja através da integração física ou tarifária, que permitirá que o passageiro com uma única tarifa circule por todo o sistema
 

2805716

Maior obra de infraestrutura urbana, em execução, da América Latina, a Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema) está em fase final. Com operação prevista para julho deste ano, o sistema – que vai transportar, de acordo com a demanda esperada, mais de 300 mil pessoas por dia – atenderá aos Jogos Olímpicos e será o maior legado para a população.

 

 

 

 

O secretário de Transportes, Rodrigo Vieira, explica sobre esta importante obra do Governo do Estado  para melhorar a vida dos usuários do transporte público.   “Já atingimos 94% de execução e, neste momento, estamos fazendo a conexão dos trilhos entre São Conrado e Leblon. Esta é a última etapa grande da obra civil, que é a colocação dos trilhos para que os trens possam circular como parte dos testes integrados. É uma obra que hoje emprega cerca de 8 mil pessoas, e que congrega esforços de diversas empresas nacionais e de países como Japão, França, Itália e Alemanha”, disse ele. 

 

 

 

De ac0rdo com o secretário, o desafio da obra civil já foi vencido e agora estamos nos dedicando mais a detalhes como acabamentos de estações e a implantação dos últimos metros de trilhos.   A Nossa Senhora da Paz,tem dois acessos para a Rua Visconde de Pirajá. Já a estação Jardim de Alah vai atender a uma demanda importante: dos moradores do Leblon e da Cruzada São Sebastião. A Antero de Quental beneficiará também a região do Leblon. A ampliação da estação General Osório, com uma nova plataforma para receber os trens da Linha 4 e um acesso de passageiros às margens da Lagoa, colocará este bairro no mapa da oferta do transporte metroviário. A São Conrado/Rocinha será a segunda maior estação em termos de captação de demanda. A Jardim Oceânico, integrada ao BRT, vai permitir a conexão entre os dois modais”, disse. 

 

 

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.