Lula fala sobre estragos no Rio

Lula fala sobre estragos no Rio
 
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estpa hospedado no hotel Copacabana Palace, comentou os estragos causados pelas chuvas, que atinge toda Região Metropolitana desde a tarde de ontem (5/4).
 
– A humanidade não consegue controlar intempéries, quando chove 15 horas como tem ocorrido, os transtornos são grandes – disse.
 
Lula precisou cancelar parte da agenda que cumpriria hoje na cidade. De acordo com ele, "a única coisa que podemos fazer num momento como esse é pedir a Deus que pare um pouco a chuva para que a situação retorne à normalidade".
 
O presidente fez ainda um apelo para que "os patrões não cortem o dia" dos empregados que estão sendo orientados pela prefeitura do Rio a não saírem de casa por causa da chuva.
Durante um rápido encontro com o presidente no mesmo hotel, o governador Sérgio Cabral pediu aos moradores que não saiam de casa, ou dos lugares onde se encontram, e evitem transitar pelas ruas.
 
– Está chovendo no Rio em um dia o que chove em um mês. Como disse o prefeito Eduardo Paes, as pessoas não devem sair de casa, e os que não estão conseguindo chegar ao trabalho devem ter calma. O momento é sério, momento de ter serenidade – afirmou o governador.
 
Cabral disse que é importante manter as vias públicas livres para o trabalho da Defesa Civil, e de outros órgãos que atuam no resgate de pessoas atingidas e na busca de desaparecidos. O governador disse que "possivelmente" decretará estado de emergência.
 
Ao contrário do que estava previsto, o governador não vai acompanhar o presidente Lula em reunião que acontecerá daqui a pouco na sede do BNDES. O governador disse que continuará em contato com as autoridades estaduais responsáveis pelo atendimento das famílias atingidas. Segundo Cabral, além da capital, a situação é grave em municípios como Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e parte da Região dos Lagos.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.