Mais uma derrota do crime organizado

Governo do estado e Ministério da Justiça prendem dezenas no Acre
 

 

A polícia do Acre, com a colaboração da Polícia Federal e da Secretaria nacional de Sgurança Pública do Ministério da Justiça, executa, neste momento, 39 mandados de prisão. A operação começou há pouco e entre os suspeitos há integrantes do PCC.

 

Dos 39 mandados, 34 são contra pessoas que já estão presas e comandavam crimes de dentro das penitenciárias. Outros cinco estão soltos e devem ser presos em pouco tempo.

 

A operação foi deflagrada após meses de trabalho das secretarias de Segurança Pública e Policia Civil, que investigaram as ações dos criminosos dentro e fora das penitenciárias do estado.

 

Todos o trabalho foi acompanhado por representantes do Ministério Público Estadual e do Poder Judiciário.  Durante todo o período de investigação, os órgãos policiais do estado do Acre receberam apoio do Ministério da Justiça.

 

– O sucesso dessa operação mostra que, cada vez mais, se torna importante a integração de todas as forças de segurança dos governos federal, estaduais e municipais para o combate ao crime e à violência. As forças do Ministério da Justiça estão sempre prontas a colaborar para garantir mais segurança aos brasileiros,  disse o ministro José Eduardo Cardozo.

 

A colaboração entre o governo do Acre e o governo federal garantiu que os serviços de inteligência descobrissem a movimentação dos criminosos  – integrantes do PCC – naquele estado e em países amazônicos vizinhos. Assim, foi possível enfrentar e reduzir a ameaça do tráfico  de drogas e de armas na fronteira. 

 

O governador do Acre, Tião Viana, afirma que “o sucesso da operação deve-se ao apoio do governo da presidenta Dilma Rousseff, por meio do Ministério da Justiça, possibilitando cooperação e ações integradas, com o fortalecimento e o acompanhamento das boas práticas do Sistema de Segurança que constituímos no Acre”.

 

 

 

Mais informações | Assessoria de Comunicação
www.mj.gov.br

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.