Memória da cidade: patrimônio urbano no Brasil

Memória da cidade: patrimônio urbano no Brasil
 
A CAIXA Cultural Rio de Janeira apresenta, de 3 a 14 de outubro, o curso Memória da cidade: patrimônio urbano no Brasil, que em doze aulas de três horas de duração cada, vai promover uma viagem pela história da cidade como criação humana, pelo estabelecimento das cidades no Brasil ao longo do tempo e dos desafios promovidos pela e para a preservação do patrimônio cultural no corpo das maiores cidades brasileiras.
O curso é ministrado por Rodrigo Silva, mestre e doutorando em história social, especializado em patrimônio cultural e história urbana, por Carlos Eduardo França de Oliveira, mestre e doutorando em história social, especializado em práticas culturais urbanas e por Ynaê Lopes dos Santos, mestra pelo Programa de Pós Graduação em História Social da Universidade de São Paulo e doutoranda pela mesma instituição.
Apesar de serem espaços cotidianamente utilizados, atravessados, vividos, as cidades são gigantescas experiências humanas raramente discutidas fora de círculos de pesquisa e de gestão absolutamente restritos. O patrimônio cultural, por sua vez, é tomado muitas vezes de modo naturalizante, ou seja, como se ele nascesse como tal e seu estabelecimento fosse óbvio e imediato. Desta forma Memória da cidade: patrimônio urbano no Brasil pretende abrir ao público diverso uma discussão absolutamente contemporânea e fundamental para o futuro das cidades.
O projeto iniciado há alguns anos por pesquisadores do Museu Paulista da Universidade de São Paulo (realizado em 2010 na Caixa Cultural São Paulo, em 2011 na Caixa Cultural Curitiba e no Museu Paulista da Universidade de São Paulo, Ipiranga, SP), e que paulatinamente agregou pesquisadores de inúmeras outras instituições, busca justamente – de diversos modos – ampliar essa reflexão, mas sem jamais perder de vista a necessidade de intervenções, de ações que vertam a teoria e o debate em práxis.
OS PROFESSORES 
Rodrigo Silva 
Bacharel, mestre e doutorando pela Universidade de São Paulo, especializado em patrimônio cultural e história urbana, pesquisador associado ao Museu Paulista da USP, o Museu do Ipiranga. Realizou desde 2003 dezenas de projetos de pesquisa, tratamento, proteção e difusão do patrimônio cultural brasileiro, se destacando seus trabalhos no Xingú (MT), no caminho das antigas Monções (MS e SP), no sertão pernambucano, de inventário cultural nas bacias dos rios Negro, Tapajós e Amazonas (AM, PA), de proteção ao patrimônio cultural no porto de Santos (SP), de inventário cultural e proteção nas áreas de influência da construção do Rodo Anel e do Metrô em São Paulo, de anexação de diversos parques estaduais a reserva da Biosfera da ONU, entre tantos outros. Possuí diversos trabalhos de produção cultural ligados ao patrimônio brasileiro. 
Carlos Eduardo França de Oliveira 
Bacharel, mestre e doutorando pela Universidade de São Paulo, especializado em patrimônio e práticas culturais urbanas, pesquisador associado ao Museu Paulista da USP, o Museu do Ipiranga. Desde 2005 realizou diversos trabalhos de pesquisa, tratamento, proteção e difusão do patrimônio cultural brasileiro, se destacando os trabalhos no porto de Santos (SP), de previsão de impacto no Vale do Paraíba paulista e carioca em função do projeto de construção do Trem de Alta Velocidade, de inventário cultural nas áreas de influência das obras do Metrô e do Rodo Anel em São Paulo, além de trabalhos em Minas Gerais, em Petrópolis (RJ). 
Ynaê Lopes dos Santos 
Mestra pelo Programa de Pós Graduação em História Social da Universidade de São Paulo e doutoranda pela mesma instituição. Pesquisa desde a iniciação científica os arranjos urbanos de moradia dos escravos no século XIX, sobretudo na cidade do Rio de Janeiro. No seu universo de pesquisa passou a estabelecer estudos comparativos com Cuba e os Estados Unidos no mesmo período. Ao longo dos anos se dedicou – além da pesquisa acadêmica – à docência em diversas instituições e a projetos culturais envolvendo o patrimônio cultural de origem afro-brasileira
SERVIÇO
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro 
Endereço: Avenida Almirante Barroso, 25, Centro (metrô estação Carioca)
Telefone: (21) 2544 4080
Data: 3 a 14 de outubro de 2011 
Horário: de segunda a sexta de 19h às 21h
Inscrições gratuitas pelo email memória.rj@conceitohumanidades.com
Acesso para portadores de necessidades especiais.
Programação completa: www.caixa.gov.br/caixacultural 

Fonte: Caixa

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.