Minas quer Lei Seca

Operação Lei Seca desperta interesse
 

Uma comitiva do Governo de Minas Gerais reuniu-se, esta semana, com a coordenação da Operação Lei Seca, para conhecer os resultados obtidos com a ação e aprender os seus aspectos operacionais, administrativos e logísticos. A operação, lançada em março de 2009 pela Secretaria de Governo do Rio para reduzir o número de vítimas de acidentes de trânsito, já salvou mais de 5,2 mil vidas.

A equipe mineira também participou de visita a uma blitz noturna de fiscalização, na Barra da Tijuca, para acompanhar a realização do teste do etilômetro e o registro administrativo dos relatórios realizados pelos agentes da Secretaria de Governo, além do trabalho de conscientização feito por cadeirantes. O grupo, composto por integrantes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Minas, conheceu ainda o material de divulgação da operação.

– Por determinação do governador Antonio Anastasia, a comitiva veio conhecer o trabalho do Governo do Estado. Os números de acidentes de trânsito em Minas são alarmantes. Eles chegaram à conclusão de que o nosso estado é o único que realiza uma ação permanente. O nosso trabalho é feito de forma integrada com vários órgãos e ainda temos o diferencial de trabalharmos de segunda a segunda. Em Minas Gerais, o trabalho é realizado somente pela PM e de forma esporádica – disse o coordenador-geral da Operação Lei Seca, major Marco Andrade.

Em quase dois anos de execução, as blitzes da operação abordaram 400.440 condutores de veículos no Grande Rio e realizaram 379.053 testes com etilômetro. A ação educativa e de fiscalização abrange os bairros da Capital e municípios da Região Metropolitana (Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá) e da Baixada Fluminense. 
 

Fonte: Gov estado

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.