Ministro destaca participação de atletas militares na delegação olímpica brasileira

145 representantes das Forças Armadas fazem parte da maior delegação brasileira na história dos jogos, com 465 atletas
 

MG_5233 (640x417)

 

O número de atletas militares brasileiros que participam dos Jogos Olímpicos Rio 2016 praticamente triplicou desde 2012, quando 51 militares da Marinha, Exército e Aeronáutica disputaram as competições em Londres e conseguiram cinco das 17 medalhas conquistadas pelo Brasil.  A expectativa é de que eles conquistem pelo menos dez medalhas. Os dados foram divulgados  domingo (07/08 ) pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, durante a inauguração do Clube CISM (Conselho Internacional do Esporte Militar), no Campo dos Afonsos, na Zona Oeste, que servirá de ponto de encontro de atletas brasileiros e estrangeiros.

 

 

Os militares, que disputarão 27 modalidades olímpicas, fazem parte do Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR), criado há 8 anos, numa parceria entre os ministérios da Defesa e do Esporte. Atualmente o PAAR conta com 670 militares, entre eles Felipe Wu, que conquistou a medalha de prata no tiro esportivo, a primeira do Brasil nos Jogos.

 

 

O ministro Raul Jungmann elogiou o desempenho dos militares e disse que o esporte fortalece as relações de amizade, cordialidade e respeito entre as pessoas: ”O desporto antecipa aquilo que muitas vezes o mundo nega, que é um mundo compartilhado com regras que respeitem a todos”.

 

 

Jungmann afirmou que a avaliação sobre o esquema de segurança montado para a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos, na sexta-feira (05/08), é positiva. “Acredito que dada a complexidade e a magnitude do evento passamos no teste. Espero que este desempenho continue nos próximos dias”, comentou o ministro.

 

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.