Moradoras dos morros da Baiana e do Adeus têm sábado de cuidados com a aparência

Promovido pela UPP da área, Dia de Beleza ofereceu maquiagem e corte de cabelo gratuitos, além de brindes
 

As moradoras dos morros do Adeus e da Baiana, no Complexo do Alemão, ganharam, na tarde deste sábado (23/02), seu Dia de Beleza. Promovido pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Adeus/Baiana, na quadra da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, o evento contou com serviços de maquiagem e cabelo gratuitos. Dez mulheres passaram por uma transformação estética, com direito a cuidados com o cabelo e com as unhas, maquiagem e até um banho de loja. As sete contempladas, escolhidas em meio a 100 inscritas, foram selecionadas por meio de um concurso promovido por policiais da UPP, que perguntava às moradoras “Por que devo ter um Dia de Beleza?”.

 

Durante o evento, 100 senhas foram distribuídas para corte de cabelo e maquiagem a moradoras das comunidades, que ainda ganharam um café da manhã completo, com direito a frutas e sanduíches elaborados, além da apresentação de grupo de pagode e da bateria da Imperatriz Leopoldinense. Cerca de 35 cabeleireiros foram cedidos por uma empresa do ramo de estética, três maquiadoras profissionais foram voluntárias e algumas redes de sapatarias, roupas e acessórios doaram peças para presentear as participantes. Para finalizar, houve um desfile das moças já arrumadas.

 

– Nosso propósito é facilitar a aproximação com a comunidade. Encontramos mais facilidade de lidar com grupos como as mulheres, as crianças e os idosos. Elas ajudam a propagar este bom relacionamento – afirmou o capitão Vinícius Oliveira, comandante da UPP Adeus/Baiana.

 

A cabeleireira Ana Paula Tomaz, de 39 anos, foi uma das vencedoras do concurso. Em sua frase, ela explicava que merecia seu próprio Dia de Princesa, já que estava sempre cuidado de outras mulheres. Além de ter cabelo e maquiagem feitos, Ana Paula ganhou brindes, entre eles um macacão verde-água, que usou durante o evento.

 

– Achei a iniciativa maravilhosa, porque ralo muito e ainda tenho que cuidar dos meus seis filhos. É muito difícil ter um tempo só para mim – explicou Ana Paula.

 

Já a vigilante de empresa de segurança Honélia Sobrinho, de 45 anos, ficou feliz por poder, finalmente, cortar o cabelo, coisa que já queria fazer há um tempo, mas para a qual nunca encontrava tempo e dinheiro. Com dois filhos adolescentes, a mãe solteira procura “dar um jeitinho” na aparência em sua própria casa.

 

– Estou muito feliz de poder ter este dia para mim, para me sentir bonita. Trabalho muito, a grana é curta e não tenho como pagar salão – disse Honélia.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.