Mutirão de limpeza na orla do Recreio

Mutirão de limpeza na orla do Recreio
 
Seringas, absorventes e até talheres de metal foram encontrados na areia da Praia do Recreio dos Bandeirantes por estudantes do Colégio Palas que participaram na manhã de sábado do programa Clean up the world, que aconteceu em todo o mundo através de mutirões de limpeza. Na orla do Recreio, alunos com luvas e sacos de lixo recolheram 67 quilos de microlixo e entre os itens que mais foram encontrados estão canudinhos, tampinhas de garrafas, embalagens e guimbas de cigarro. 
 
Participou da ação no Recreio cerca de 300 pessoas entre alunos, pais e professores do Colégio Palas e também funcionários da Odebrecht. Eles cataram o lixo, conversaram com os banhistas sobre a importância de preservar o meio ambiente, distribuiram sacolinhas de lixo para carro e deram sua contribuição para o programa Clean up the world. Foi a quarta vez que a escola se mobilizou em torno da ação ecológica.
 
Criado pelo Colégio Palas, o projeto Praia Limpa, deu tão certo que a iniciativa foi inserida pelo Instituto Ecológico Aqualung no Clean Up the World, em 2010. Alunos de todas as idades participaram do evento, supervisionados pela equipe de professores e coordenadores da escola. A professora Cyntia Ramos ficou satisfeita com o resultado
 
 _ "As crianças se envolvem e elas atuam como agentes de conscientização em casa, na rua, entre os amigos e familiares. Eles trabalham com seriedade no projeto", conta.
 
O lixo recolhido foi catalogado pelos alunos. Maria Clara, 9, que participou com o pai, o engenheiro Nilton José Gonçalves e o irmão, João Pedro, 9, estava indignada com a quantidade de detritos que encontrou na praia
 
_ "Achei  até vidro de acetona. Acho que as pessoas tem preguiça de ir até uma lata de lixo jogar fora e não tem ideia do que estão fazendo com a natureza. Seus filhos e netos não terão a oportunidade de viver num planeta saudável", disse a menina que há quatro anos participa do projeto. O pai elogiou a iniciativa
 
 _ `É importante criar ações que levem a conscientização do individuo, especialmente das crianças, que ainda estão em formação. A participação da familia é uma motivação a mais", disse. E ele contou que vê o resultado na atitude dos filhos _ `O comportamento deles é influenciado. Hoje vejo meus filhos chamando a atenção de adultos para o problema do desperdïcio, do lixo, do respeito com o meio ambiente, conta.
 
Nicole Couto, 16,  estava participando do projeto com um grupo de ammigos pela primeira vez _ `Achei muito bacana. É importante tentar conscientizar as pessoas a ter uma atitude mais responsável com o maio ambiente`, disse.
  
Criado na Austrália, em 1991, pelo mergulhador Ian Kierman, o Clean up the World envolve 10 milhões de pessoas em 100 países, e conta com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). As ações envolvem as comunidade, visando sensibilizar governos e setores da sociedade civil quanto as suas responsabilidades para com o meio ambiente, principalmente, na utilização dos recursos com sabedoria, diminuição do lixo e reciclagem.
 

Fonte: Graciette Grace

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.