Prefeitura do Rio fechou um aterro clandestino em Vargem Grande

Técnicos da SMAC e da subprefeitura fizeram um sobrevoo de helicóptero para identificar mais áreas de aterros clandestinos
 

Foto Subprefeitura da Barra

 

Prefeitura do Rio fechou  um aterro clandestino em Vargem Grande. Foram colocados obstáculos na rua de acesso à área, para impedir a entrada de caminhões e assim conter o dano ambiental que foi provocado naquela área de vegetação de taboa, típica de brejo. No terreno foram encontrados dois containers de lixo e uma máquina que estava sendo utilizada para espalhar o entulho de obra que era jogado no local e que estava servindo para aterrar a área.

 

A vistoria, realizada pelo subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed, foi acompanhada por fiscais da Secretaria Municipal de Ambiente. Além desse local, no fim da Rua do Cascalho, próximo ao Canal de Marapendi, também foram encontradas outras áreas que estão servindo de depósito de entulho de obras e que também serão fechadas. Uma das áreas fica próximo à Avenida vereador Alceu de Carvalho, também conhecida como estrada do Rio Morto, e a outra área em Curicica. Em nenhuma delas foram encontrados os responsáveis pelos danos ambientais.

 

Técnicos da SMAC e da subprefeitura fizeram um sobrevoo de helicóptero para identificar mais áreas de aterros clandestinos. Esse relatório servirá para ações mais efetivas em áreas de difícil acesso e para abertura de processos administrativos, e será encaminhado ao Ministério Público e à Delegacia de Proteção ao Ambiente para que eles possam acompanhar e ajudar a impedir a degradação ambiental da região.

 

– Vamos estabelecer uma rotina de monitoramento, através de um relatório visual, com base em fotos aéreas que será realizado de dois em dois meses para monitorar a região da Barra, Jacarepaguá e Vargens – explica o subprefeito.

 

Tiago Mohamed informa que a Prefeitura está atenta às questões ambientais e pede que a população ajude a  monitorar as áreas verdes, comunicando, através da Central de Atendimento 1467, todas as irregularidades, como construções ou aterros clandestinos, já que algumas áreas são de difícil acesso.

 

Participaram da ação também a Comlurb que retirou alguns materiais que estavam espalhados no local e a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, que fechou o acesso à área.

 

Assessoria de Comunicação SubPrefeitura Barra e Jacarepaguá

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.