Subprefeitura da Barra e Secretaria de Saúde fazem inspeção contra a dengue

Três imóveis abandonados foram visitados e e sete focos de dengue foram encontrados
 

A Subprefeitura da Barra e Jacarepaguá e a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil realizaram, nesta sexta-feira, dia 18, vistoria em três imóveis abandonados, sendo duas casas na Barra, na Av. General Guedes da Fontoura, na Barra da Tijuca, e outra no Recreio dos Bandeirantes.

 

 

Esta foi a primeira entrada compulsória neste ano de 2013, dando continuidade ao trabalho de prevenção e identificação a possíveis focos do vetor de transmissão da dengue.

 

 

Na primeira casa, agentes da vigilância sanitária encontraram três focos de dengue: na piscina, em uma vasilha no quintal e ainda no banheiro. Na segunda casa, havia um foco de dengue no meio de umas madeiras que estavam acumuladas na garagem. Na terceira residência, os focos foram encontrados na piscina, na churrasqueira e em uma bromélia.  Todos os focos foram tratados e os proprietários serão multados por descaso com as suas propriedades.

 

O subprefeito Tiago Mohamed acompanhou a ação e lembra que todas as suspeitas de possíveis focos de dengue devem ser comunicadas à Central de Atendimento da Prefeitura, através do telefone 1746. Além do trabalho de rotina de vistoria a imóveis, feito pelos agentes de vigilância sanitária, os endereços comunicados através da Central também são alvo de fiscalização. Quando o proprietário não é encontrado e os agentes não podem entrar, usa-se esse recurso de entrada compulsória.

 

 

A vistoria compulsória acontece quando o proprietário do imóvel não responde a nenhuma das três notificações por correspondência da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC), solicitando o agendamento de uma vistoria no local. O uso do decreto reforça a postura da Prefeitura de combater, preventivamente, situações que representam risco à saúde pública.

 

 

A Prefeitura do Rio passou a realizar entrada compulsória em imóveis abandonados, baseada no decreto nº 31.406, de 2009, que autoriza o ingresso de agentes de saúde em locais fechados.

 

0 comentários