PLANTÃO BARRA: Parte do teto do Village Mall desaba com a chuva

O encanamento ficou à mostra e muita água desceu pelo buraco
 

Graça Paes, RJ

 

Parte do teto que desabou

 

 

No início da noite  de terça-feira, dia 5 de março, a forte chuva que desabou no Rio de Janeiro causou preocupação em quem estava no shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Uma parte do teto cedeu com força d’agua deixando encanamentos à mostra e fazendo com que descesse muita água pelo espaço.

Village Mall

 

A chuva que atingiu o Rio deixou rastro de destruição e sujeira. Quatro pessoas morreram, outras três ficaram feridas e um adolescente está desaparecido em decorrência da tempestade que provocou  um caos em diferentes pontos do estado.

 

 

Devido ao mau tempo na manhã desta quarta-feira, dia 6, o Aeroporto Santos Dumont ficou duas horas e meia fechado para pousos e operando por instrumentos para as manobras de decolagens. Desde as 8h30m, a situação foi normalizada. Seis voos foram transferidos para o Aeroporto Internacional Tom Jobim.

 

 

Estragos causados pela chuva por todo estado do Rio de Janeiro

No Largo do Machado, no Catete, na Zona Sul do Rio, a polonesa Rosa Magdalina, de 32 anos, morreu após receber uma descarga elétrica. De acordo com guardas municipais, ela passava pelo local quando pisou em uma fiação que estava sob o bolsão d´água e foi eletrocutada. A estrangeira,  que havia acabado de se mudar para o Rio, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu.

 

 

Uma outra mulher, identificada como Raimunda Neves da Silva, também foi eletrocutada quando caminhava pela Rua do Catete. Ela foi levada para mesma unidade hospitalar, onde morreu.

 

 

Em Jacarepaguá, na Zona Oeste, o vigia José Rodrigues da Silva, de 48 anos, morreu após uma árvore – derrubada por um raio – cair sobre ele na Estrada do Camorim. Na Baixada Fluminense, agentes da Defesa Civil confirmaram a morte de um homem, vítima de um desabamento no bairro Lote 15, em Belford Roxo.

 

 

Já em Cordovil, na Zona Norte, um adolescente de 14 anos desapareceu após cair em um valão durante o temporal. Bombeiros seguiram para o local, mas não conseguiram localizar o jovem. De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, a forte correnteza dificultou o trabalho dos militares, que vão retomar as buscas no início da manhã desta quarta-feira.

 

 

Pelo menos três pessoas ficaram feridas por causa de desabamentos. A queda de uma marquise na Rua Hadock Lobo, na Tijuca, feriu dois idosos. Conceição da Silva, de 65 anos, e um homem sem identificação.  Os dois  foram levados para o Hospital Souza Aguiar.

 

 

Em Vigário Geral, uma casa desabou e feriu Adriana Ferreira da Silva, de 38 anos. Ela foi levada para o Hospital Getúlio Vargas.

 

 

Na Rua das Laranjeiras, na Zona Sul, a enxurrada arrastou muito lixo para os bueiros, impedindo a passagem da água. A via ficou tomada de lixo, principalmente em frente a uma maternidade particular.

 

 

O mesmo ocorreu na Rua Haddock Lobo, na Tijuca. Durante a madrugada, cerca de 10 funcionários da Comlurb retiravam o lixo, que também invadiu casas e comércios.

 

 

Vento forte derrubou árvores e interrompeu fornecimento de energia

Após a tempestade, o prejuízo. Durante a madrugada, moradores da Tijuca, um dos locais mais atingidos pelo temporal, contabilizavam os danos provocados pelas árvores que caíram sobre os carros e sobre a rede elétrica.

Tijuca - RJ

 

Na Rua Mariz e Barros, em frente ao Palácio Maçônico, três carros foram atingidos. Ninguém ficou ferido, mas parte da via teve que ser interditada para a retirada da árvore. O fornecimento de energia elétrica foi interrompido por volta das 20h. Técnicos da Light trabalham para tentar resolver o problema.

Tijuca - RJ

 

A poucos metros do local do acidente, na Rua Campos Sales, próximo ao América Futebol Clube, outra árvore caiu sobre um poste, deixando os moradores sem energia elétrica.

 

 

 

Na Rua Felisberto de Menezes, também na Tijuca, uma árvore atingiu o muro Colégio estadual Antônio Prado Júnior e também interrompeu o tráfego na via durante a madrugada.

 

 Redação com fontes 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 comentários