Plantão Barra: Prefeito do Rio lança a maior ação de fomento à cultura do País

O programa terá R$ 170 milhões para diversos segmentos da produção cultural da cidade
 

Foi lançado nesta terça-feira (14/05), pelo prefeito Eduardo Paes, o novo Programa de Fomento à Cultura Carioca 2013, realizado em parceria com o Ministério da Cultura, o Porto Maravilha e o Oi Futuro. O lançamento aconteceu no Imperator – Centro Cultural João Nogueira, no Méier, Zona Norte do Rio.

 

 

O programa terá R$ 170 milhões para diversos segmentos da produção cultural da cidade. É a maior iniciativa do gênero no país, em âmbito municipal e estadual.

 

O prefeito Eduardo Paes, destacou a importância da iniciativa pública como propagação da cultura na cidade e geração de público. “A cultura tem papel fundamental na recuperação e desenvolvimento de qualquer cidade. Os equipamentos culturais têm importância fundamental no papel de revitalização.”, disse.

 

Ainda segundo Paes, esse é um dos melhores momentos em que a cidade tem para fomentar a cultura. “Precisamos perceber que a cidade tem a oportunidade de mostrar a fantástica diversidade cultural do Rio. A época das possibilidades. Democratizar sempre o acesso à cultura.”, contou.

 

Além da presença do prefeito do Rio, o evento contou com o secretário municipal de Cultura, Sérgio Sá Leitão, da secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural, Márcia Rollemberg, e de Alberto Silva, da CDURP (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto), e de Roberto Guimarães, diretor de Cultura do Oi Futuro.

 

Para o secretário municipal de Cultura, Sérgio Sá Leitão, a cultura é um poderoso intrumento de desenvolvimento, e destacou que no Rio isso representa 4,1% do PIB da cidade. Ressalta ainda que esse fomento vai ajudar a planejar e otimizar os recursos. “Estamos trabalhando com o conceito de cultura ampla e diversificada. Atingir o maior número de bairros dentro da cidade, e de mais diferentes classes”, ressaltou Sérgio.

 

“Com esse fomento teremos uma acessibilidade maior no teatro e em outras vertentes da cultura. O que antes deveria ser simples, agora veio para facilitar o acesso de todos.”, salientou a secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural, Márcia Rollemberg.

 

Os R$ 170 milhões serão distribuídos em dois tipos de fomentos: o direto e o indireto, e no apoio direto. Neste último serão R$ 19,85 milhões, no fomento indireto, R$ 42,9 milhões, e no fomento direto Cinema e TV via Rio Filme, R$ 51,2 milhões. Do total de 170 milhões, R$ 151,3 milhões foi investido pela Secretaria Municipal de Cultura, o Porto Maravilha colabourou com R$ 5 milhões, e o Ministério da Cultura  com R$ 13,7 milhões.

 

Fotos: Rodrigo Fonseca e Wanderson Awlis.

0 comentários