PLANTÃO BARRA: Moradores da Taquara reclamam de desordem na Praça Orleans

Carros param em portas de garagem e nas esquinas dificultando a passagem e a saída de automóveis no local
 

 

 

Desde que a prefeitura do Rio tornou a Rua Salinópolis na Taquara, uma via de mão única para tráfego de veículos, e que instalou semáforos na esquina da Salinópolis, com a Avenida dos Mananciais,  que os motoristas sentem o prazer de desrespeitar as leis de trânsito. Para tentar melhorar a situação da região, recentemente, foi construído um vasto estacionamento na Salinópolis, e em volta da Praça Orleans, porém, os motoristas não satisfeitos com as vagas que foram criadas pela prefeitura, com o intuito de ajudar a locomoção e a ordem na área que possui muitos comércios, insistem em parar atrás de carros que já  estão estacionados,  e também na saída de garagens.

 

 

O problema se agrava a cada fim de semana quando aumenta a circulação de pessoas na região, devido ao comércio existente no local . E, então é comum ouvir discussões, xingamentos, até mesmo brigas com agressões físicas já ocorreram por lá.

 

Outra queixa comum dos moradores são os mijões que acham de utilizar os muros e portões de garagem da rua como banheiros. O que deixa mal cheiro por toda a área. E, também alguns pagodes que acontecem aos domingos no entorno da praça, ocupando calçadas e vagas de estacionamento, onde já houve registro de  brigas, tiroteios e onde pessoas já foram feridas. Outra queixa comum é a lei do silêncio, após às 22h, de domingo, já que os pagodes não tem hora para terminar. Moradores dizem que colecionam os números de protocolo fornecidos pelo serviço 1746.

 

 

No domingo, dia 9, foi possível flagrar um engarrafamento causado por carros que estavam parados em fila dupla, às 19h, e carros parados na esquina das ruas Relvado e Salinópolis, dificultando a passagem de veículos. Até mesmo um taxi estava parado em local não permitido. 

2 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Roberta

    A reportagem é tão profissional que exclui os comentários!!!!

  2. Roberta

    Como diria o velho ditado: os incomodados que se retirem!!! Na hora de ter o imóvel valorizado porque tem uma praça com padaria, mercado, bar, loteria e área de lazer todo mundo quer, mas não querem que as pessoas utilizem a área. Vai morar no meio do mato que lá não tem gente, carro nem barulho!!!