PLANTÃO BARRA: Choro na Praça faz show gratuito na Vila Olímpica da Praça Seca, em Jacarepaguá

O evento acontece na quinta-feira, dia 18, às 17h
 

 

 image001

 

O grupo Choro na Praça vai contar a história do Choro – por meio de clássicos do gênero compostos por seus maiores expoentes – em apresentação única e gratuita na Vila Olímpica de Mato Alto, no próximo dia 18, quinta-feira, dia 18, às 17h.

 

 

Selecionado pelo projeto Sesi Cultural 2013, o espetáculo “História do Choro” é um verdadeiro passeio musical pelo gênero. O repertório escolhido pelo flautista Edgard Gordilho começa com obras dos precursores Joaquim Calado (“Flor amorosa”), Chiquinha Gonzaga (“Corta-jaca”) e Ernesto Nazareth (“Odeon”). Segue por sucessos de geniais consolidadores do gênero como Pixinguinha (“Lamento”), Jacob do Bandolim (“Noites cariocas”) e Waldir Azevedo (“Brasileirinho”). E presta também homenagens ao maestro Severino Araújo e ao flautista Altamiro Carrilho, dois grandes compositores recentemente falecidos.

 

 

Sobre o Choro na Praça

 

Quando se fala em Choro, é fácil pensar em rodas em praças públicas. E foi assim que surgiu, há 15 anos, o grupo Choro na Praça – com o incentivo e o reconhecimento do Ministério da Cultura desde 1999 – tocando a céu aberto em eventos promovidos por prefeituras de vários municípios do Rio de Janeiro. Afinal, se todo artista tem de ir aonde o povo está, o Choro – nosso mais genuíno gênero musical – não poderia ser diferente.

 

 

Mas o Choro na Praça conquistou outros espaços além da tradicional pracinha e assim vem se apresentando em festivais de Choro, eventos corporativos e festas particulares.

 

 

Formado por Edgard Gordilho (flauta), Pedro Bastos (violão 7 cordas), Maurício Verde (cavaquinho), Luiz Américo (violão 6 cordas), Eber Freitas (percussão) e João Rafael (pandeiro), o Choro na Praça tem projeto de apresentações em praças públicas aprovado pelo Ministério da Cultura, em 2013, por meio da lei de incentivo.

 

 

Levar a bandeira do Choro é fundamental para o líder do grupo, Edgard Gordilho, que nos últimos anos esteve na Europa tocando e dando workshops sobre o gênero. “Depois que vi e participei de rodas de choro em Portugal, França e Espanha, fiquei ainda mais convicto da importância de trabalhar para divulgar e consolidar ainda mais o Choro no país”, entusiasma-se.

 

 

Sobre o Choro

 

O Choro, o mais genuíno gênero musical brasileiro, nasceu da mistura dos ritmos europeus – vindos para o país por meio da corte portuguesa que se instalou no país no início do século XIX – com os batuques africanos. A primeira obra editada sob o rótulo de “Choro” foi “Flor amorosa”, do compositor e flautista Joaquim Calado, que levou o gênero aos saraus promovidos por D. Pedro II no Palácio Imperial, localizado na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro.

 

 

Serviço

Show “História do Choro” com o grupo Choro na Praça

Data: 18 de julho de 2013

Horário: 17h

Local: Vila Olímpica do Mato Alto

Endereço: Rua Cândido Benício, 2.973, Praça Seca, Jacarepaguá

Entrada franca

 

Armazém Comunicação

 

0 comentários