PLANTÃO BARRA: Paris 6 abre filial no Rio

Cultura e Gastronomia, 24 horas na Cidade Maravilhosa, a partir de 7 de agosto
 

Mais do que um restaurante… Um ponto de encontro que reúne Cultura e Gastronomia, 24 horas por dia. Assim podemos definir o Bistrô Paris 6, que abre (dia 07/08) sua filial no Rio de Janeiro. Referência em São Paulo pela qualidade da comida e, sobretudo, pelo apoio à cultura nacional, a casa promove e incentiva projetos artísticos, sobretudo de teatro, de música e de cinema. O local escolhido para o Paris 6 na Cidade Maravilhosa foi a Barra da Tijuca. E, assim como acontece na capital paulista, irá funcionar 24 horas. 

 

 

“Foram cinco anos em busca de um ponto no Rio de Janeiro, onde eu pudesse concretizar meu sonho de ter na Capital Carioca um ponto de encontro entre Cultura e Gastronomia. Foi quando, junto com meu sócio grande amigo Jayme Matarazzo, passei pela Avenida Érico Veríssimo. Uma avenida com o nome do meu autor favorito… Pronto naquele momento o local ideal para o Paris 6”. – Explicou o proprietário Isaac Azar.

 

 

A constante preocupação em fomentar a cultura fez com que o Paris 6 criasse uma forte identificação com a classe artística. Atualmente, o cardápio do restaurante possui 193 pratos batizados com nomes de artistas. Aliás, o menu mais parece um livro de crônicas, já que ao lado do nome de cada prato um pequeno texto, de Isaac Azar, explica e contextualiza o momento da criação do prato. Uma das sobremesas mais vendidas na casa, por exemplo, é um prato criado pela atriz cômica Miá Mello. No cardápio, Isaac descreve que a inclusão foi feita no último instante antes de enviar o menu para a gráfica. Miá contou-lhe o quanto gostava de Petit Gateau de Doce de Leite. Sua dica e seu paladar ilustram o exemplo de uma das sobremesas de maior sucesso da casa. 

 

 

Ao exemplo de São Paulo, o Paris 6 do Rio de janeiro tem um espaço definido para exposições fotográficas de peças em cartaz na cidade. A primeira exposição cultural será uma mostra de fotos da peça “Cruel” com Reynaldo Gianecchini, Maria Manoela e Eric Marmo. Além disso, Isaac Azar preparou mais uma surpresa: o muro dos fundos, que divide o restaurante do prédio vizinho, foi inspirado na cenografia da peça “Camille & Rodin”, que esteve em cartaz no TEATRO DO MASP (Museu de Arte de Sao Paulo), por quase um ano, entre 2012 e 2013. A cenografia remete a um dos ateliers usados pelos artistas plásticos Rodin e Camille Claudel, no final do século XVIII e início do século XIX.

 

 

A casa como um todo recebe uma decoração retrô-parisiense, inspirada no período entre final do século XIX e a década de 1920, anos de ouro de Paris, então Capital Mundial da Cultura. Esse é o motivo que dá nome ao Bistrô: o Sexto Distrito de Paris – ou simplesmente Paris 6 -, onde já nequeles anos a boemia cultural tinha nos Cafés e Bistôs o seu ponto de encontro. E por isso, Isaac Azar costuma dizer, em tom de brincadeira: “No filme “Meia-Noite em Paris”, Woody Allen plagiou meu Paris 6, com um recurso de viagem no tempo, levando o público à Paris dos grandes artistas”.

 

 

Serviço:

Paris 6 – Av Érico Veríssimo nº725 – Barra da Tijuca

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.