Cidade de Deus recebe melhorias no fornecimento de energia após pacificação

Ação conscientiza moradores sobre a importância de cuidar da segurança de equipamentos
 
Foto de Marino Azevedo

Foto de Marino Azevedo

Pacificada desde fevereiro de 2009, a Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, foi a segunda a contar com uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora). Desde então, as portas foram abertas para os serviços públicos essenciais, e os moradores passaram a contar com energia elétrica formal e de qualidade.

 

Depois de reformar quase toda a rede, trocar geladeiras e doar lâmpadas fluorescentes, melhorando a distribuição e reduzindo desperdício, a Light intensifica uma ação para conscientizar a população sobre a importância de economizar e garantir a segurança dos equipamentos residenciais.

 

Na sexta-feira (6/9), uma equipe da concessionária de energia elétrica percorreu as ruas da Cidade de Deus e bateu nas portas dos consumidores. Distribuiu folders e deu 13 dicas importantes de como gastar menos e preservar os equipamentos.

 

Muitos deles são clientes novos, já que até a pacificação a maioria das ligações era clandestina. O público-alvo desta ação é composto por moradores que já foram contemplados com inciativas da companhia, tendo como meta a eficiência energética.

 

Na primeira etapa, a Light esteve nas casas e fez cadastramento de interessados em trocar geladeiras antigas por aparelhos novos e de consumo reduzido. Também sugeriu a mudança de lâmpadas e implantação de sistemas de eficiência nos chuveiros elétricos.

 

Ao todo, 20 mil casas foram visitadas e 400 geladeiras, trocadas. Sem falar na doação de 13 mil lâmpadas.

 

– Para participar do programa de eficiência energética o morador deve ser cadastrado em programas sociais, como Bolsa Família, e participar do projeto de tarifa social – explicou André Duarte, coordenador de operações da Light em comunidades.

 

A grande vantagem é a queda substancial na conta de luz.

 

– A tarifa social dá redução de até 65% da tarifa. A conta média de uma família é de R$ 112. Por isso, é vantagem ganhar uma geladeira que consome 19 quilowatts e deixar de usar uma que gasta quase três vezes mais energia – afirmou Duarte.

 

Coordenadora da ação, Esther Torres ressalta a importância das ações educativas e garante: todo mundo ganha com a inciativa da Light.

 

– Estas pessoas deixaram de ser informais, e isso aproximou a empresa de uma nova clientela. O morador consegue reduzir a conta de energia e todos ganham com a diminuição de desperdício – disse a funcionária da concessionária.
Esther destacou a nova situação vivida pela comunidade, após a chegada da UPP.

 

– Antes, a gente não podia entrar na Cidade de Deus. Se faltasse luz, não havia conserto. Foi dado um grande passo de cidadania – explicou a coordenadora da ação.

 

Para a população, a ação da Light assegura dicas importantes. O ar-condicionado, por exemplo, é o maior vilão da conta de luz. Gasta até 45% de tudo o que é usado em uma casa. Por isso, deve estar sempre limpo e em lugares bem fechados. A borracha da geladeira dura, no máximo, cinco anos e deve ser trocada para evitar desperdício. Essas informações são repassadas aos clientes pelos educadores que integram as equipes da concessionária.

 

As dicas são acompanhadas por gráficos e desenhos para facilitar a compreensão. Nascida e criada na comunidade, Denise Santana garante manter a casa com as ligações sempre corretas.

 

– Isso é muito importante. Uma lâmpada comprada em uma promoção veio com defeito e causou incêndio na minha casa. Serviu de lição. Todos têm que colaborar. As pessoas aqui são muito carentes e precisam desse trabalho – disse Denise.

 

A dona de casa Marli Barbosa ouviu com atenção toda a explicação da equipe da Light e mostrou o resultado da participação no programa de eficiência energética.

 

– A conta de luz não passa dos R$ 4. Antes, passava dos R$ 50. Ganhei lâmpadas e aprendi que não se deve colocar vários equipamentos em uma só tomada, com o benjamim – afirmou Marli.

 

UPP Repórter

0 comentários