ROCK IN RIO: Começa o maior Festival de Rock do Planeta

Sol forte, lágrimas e muita emoção marcam o público presente desde a abertura dos portões da Cidade do Rock
 
Foto de Graça Paes

Foto de Graça Paes

 

Dia lindo no Rio de Janeiro, Uma ensolarada tarde de sexta-feira 13 brindou o público no primeiro dia de festival. Os termômetros marcavam 32ºC quando os portões abriram, pontualmente, às 14h. Nessa hora os fãs já tomavam a Avenida Salvador Allende – muitos deles acampavam desde o último fim de semana nos arredores da Cidade do Rock. Ao passarem as roletas, essas pessoas foram recepcionadas por Roberto Medina, presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, vice-presidente do festival, e uma grande parte da equipe do festival, que formavam um corredor humano de boas vindas ao maior festival de música e entretenimento do mundo. 

 

_MG_2501

Foto de Graça Paes

“O público é a maior estrela do Rock in Rio. Tudo acontece por causa dele”, afirmou Roberto, emocionado. Para ele, a edição de 2011 já foi maravilhosa e a experiência vivida há dois anos contribuiu para fazermos com que a edição de 2013 seja ainda melhor. “O Rock in Rio é como um filho. Pensamos em todos os detalhes com muito carinho e cuidado. Tudo é preparado com amor”, concluiu.

 

Ao entrar, o público, entre gritos e lágrimas de emoção, se dispersou em direção às muitas atrações oferecidas na Cidade doRock. John Reverton Moreira, de 19 anos, foi o primeiro a passar pelas roletas. Do portão principal, o estudante correu para pegar um lugar privilegiado em frente ao palco mundo. O objetivo? Assistir a apresentação da diva pop, Beyoncé. Reverton, aliás, chegou ontem de Belo Horizonte, onde assistiu a outro show da artista. “Cheguei às 17h30 de ontem (quinta-feira) e fiquei aguardando na fila. Hoje estou realizando dois sonhos: conhecer o Rock in Rio e ficar mais perto da Beyoncé”, disse. 

Foto de Graça Paes

Foto de Graça Paes

 

Na Rock Street – espaço inspirado na Grã-Betanha e Irlanda – recebeu centenas de visitantes nas primeiras horas de evento. Entre as atrações de maior sucesso, malabaristas, palhaços, equilibristas e até um mágico entretinham e divertiam o público. Além deles, um soldado inglês foi o mais assediado para fotos, perto das cabines telefônicas vermelhas, idênticas às britânicas.

 

 

Uma das atrações, o mágico Romano, 28 anos, conta que, coincidentemente, nasceu no primeiro ano do festival (1985) e por isso participar deste grande evento é tão especial. Segundo ele, truques com cartas são os mais pedidos, seguidos pelos de moeda e dinheiro. “É difícil fazer as pessoas interromperem o passeio para assistirem aos truques, mas quando uma para, outras começam a se aglomerar”, comentou, lembrando que gosta de mágica desde criança, mas trabalha profissionalmente há sete anos. Todos os dias do festival, a partir das 21h, Romano comandará um show de mágica com grandes ilusões no palco principal da Rock Street. E, entre 14h às 23h, seus truques também podem ser vistos ao longo da rua mais animada do Rock in Rio.

 

 

Pontualmente às 14h15, na Rock Street, a Big Band deu início aos show do primeiro dia de Rock in Rio. Do alto de um dos prédios da rua cenográfica, a banda All You Need is Love, encantou o público numa apresentação que remetia à lendária última aparição conjunta da banda Beatles. 

 

Foto de Graça Paes

Foto de Graça Paes

Às 14h40 foi a vez de Flávio Renegado e Ovelha Negra inaugurarem o Palco Sunset, que fez um grande sucesso na edição de 2011. As atrações musicais do palco Sunset surpreenderam o público que veio ao primeiro dia do evento. A banda californiana Vintage Trouble e a cantora inglesa Jesuton, radicada no Brasil, deram sequência à programação do palco. Vintage, aliás, conquistou o público ao descer do palco e dançar com as centenas de pessoas que assistiam seu show. Maria Rita e Selah Sue fizeram uma apresentação sensacional acompanhando o pôr do sol. 

 

Às 17h, em ponto, a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) começou sua apresentação com músicas de Strauss, Beethoven e Vila-Lobos e levantou o astral da plateia ao tocar clássicos do rock n’roll, como Help, dos Beatles, Satisfaction, dos Roling Stones, Every Breath You Take, do The Police, e Tempos Modernos, de Lulu Santos. Mas a galera se emocionou com os músicos quando eles começaram a tocar os primeiros acordes da música oficial do Rock in Rio. Nesta hora, com os braços levantados, o público fez coro e ajudou a compor um dos momentos que certamente ficará marcado na história desta edição.

 

Sobre o Rock in Rio
O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo, contando com 12 edições realizadas no Brasil (1985, 1991, 2001 e 2011), Portugal (2004, 2006, 2008, 2010 e 2012) e Espanha (2008, 2010 e 2012). O festival reuniu 6.511.300 de espectadores, que aplaudiram ao vivo, 968 artistas que passaram pelo evento. Foram mais de 980 horas de música, com transmissão para mais de 1 bilhão de telespectadores, em 200 países pela TV e pela internet.

 

O Rock in Rio também coleciona recordes nas redes sociais, tendo atualmente mais de 9 milhões de seguidores em todo o mundo – o maior na categoria de festivais de música. 

 

Utilizando a música como linguagem universal, que une as pessoas em todo o mundo, o Rock in Rio é um veículo de comunicação de emoções e causas socioambientais. Um de seus pilares de comunicação é o projeto social Por Um Mundo Melhor. Criado em 2001, no Rio de Janeiro, o projeto já beneficiou milhares de pessoas, no Brasil, em Portugal, na Espanha e em diversos outros países, a partir dos investimentos provenientes da venda de ingressos do evento e das ações promovidas com seus parceiros, que somam US$ 16,6 milhões. Entre as ações desenvolvidas estão a plantação de 119 mil árvores; a construção de uma escola na Tanzânia e de um centro de saúde no Maranhão. O Rock in Rio também formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas de Portugal; montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais, dentre muitas outras iniciativas. Em 2011, as ações do projeto “Por Um Mundo Melhor” tiveram como mote principal a música como alicerce na formação dos jovens. Através da mobilização da população e de seus parceiros, foram doados 2.200 instrumentos musicais para mais de 150 ONG’s de todo o Brasil que trabalham a música como ferramenta de educação; 10 salas de música instaladas em escolas da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro e formação de 30 professores a partir da metodologia “O Passo”; e 40 jovens foram formados em assistentes de luthier (profissionais especializados na confecção e manutenção de instrumentos musicais).

 

Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — processo auditado por uma consultoria externa — e a implementar um amplo plano de gestão de resíduos, além de ter investido num plano de redução de emissões, que incluiu um plano de sustentabilidade para a organização, patrocinadores e fornecedores, o qual é aperfeiçoado a cada edição e utilizado até hoje em todos os países onde é realizado, e um prêmio que pretende distinguir os parceiros com uma atitude mais sustentável no Rock in Rio.

 

O evento, que chega à 13ª edição, tem início na sexta-feira 13 de setembro de 2013 e segue pelos dias 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2013, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, (Parque dos Atletas – Av. Salvador Allende, s/n), uma área de 150 mil m2.

 

APPROACH – assessoria de imprensa Rock in Rio
www.approach.com.br

 

A equipe do PORTAL AIB NEWS está realizando a cobertura do evento

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.