Rock in Rio: O sexto dia do Festival contou com show histórico

O veterano Bruce Springsteen brincou, pulou se jogou, literalmente, no evento
 

Por Graça Paes, RJ

 

Bruce Springsteen (Foto de Graça Paes)

Bruce Springsteen (Foto de Graça Paes)

O sábado foi de sol, a Cidade do Rock estava lotada, e o público de todas as idades curtia tudo que estava no espaço do evento. Pelo Palco Sunset foram muitas emoções. A banda Gogol Bordello e Lenine fizeram um show que definitivamente que levantou o público. O grupo cigano tocou músicas como Not a Crime, We Rise Again e Companera, empolgando a plateia, principalmente ao cantar o hit Purple. Lenine surgiu nas canções finais para dar uma pitada de ritmo brasileiro à apresentação, cantando trechos de músicas da Nação Zumbi, entre outros. A galera foi ao delírio com a homenagem a Luiz Gonzaga, com a música Pagode Russo. Para encerrar o Sunset, Lenine voltou ao palco acompanhado apena de dois de seus músicos. Um show em comemoração aos seus 30 anos de carreira, completos esse ano. Sem percussão, o cantor  mesclou o silêncio, o espaço disponível com leituras cancioneiras, lembrando uma atuação teatral. 

 

Pepeu Gomes e Moraes Moreira  (Foto de Graça Paes)

Pepeu Gomes e Moraes Moreira (Foto de Graça Paes)

 

Moraes Moreira, Pepeu Gomes e Roberta Sá também brincaram no Sunset. Já Fernanda Abreu, Ivo Meirelles e Elba Ramalho também fizeram a festa num show bonito e colorido.

 

 

No Palco Mundo, às 20h,  a organização do Rock in Rio entregou o Prêmio Atitude Sustentável aos parceiros que melhor se enquadraram ao Plano de Sustentabilidade desenvolvido pela organização do festival. As marcas vencedoras Coca-Cola Brasil, na categoria Stand, Grupo Benassi, na categoria Loja e PERI Brasil, na categoria Fornecedores. 

 

Logo depois foi a vez do público conhecer o melhor grupo brasileiro de dança de rua, título que ficou com a crew Brainstorm Dance Company, de Curitiba. Amanhã os vencedores vão concorrer na etapa internacional da disputa, competindo com os vencedores das edições de Portugal e Espanha, aos prêmios de R$ 45,2 mil, R$ 15,9 mil e R$6,8 mil ao primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente. 

 

Phillip Phillips (Foto de Graça Paes)

Phillip Phillips (Foto de Graça Paes)

De volta ao Palco Mundo, foi a vez de Phillip Phillips ganhar mais fãs brasileiras logo em sua primeira aparição no país. O vencedor da 11ª edição do reality show American Idol, apresentou o repertório do seu primeiro álbum “The World From The Side Of The Moon”. O jovem artista fez diversas performances com o violão e cantou músicas como Gone, Gone, Gone, Hold On e Moon. A surpresa ficou por conta da interpretação da música Thriller, grande sucesso de Michael Jackson. Home, faixa que levou Philipp Phillips para o topo das paradas internacionais, encerrou sua primeira apresentação em solo brasileiro.

 

John Mayer (foto de Graça Paes)

John Mayer (foto de Graça Paes)

Na sequência, John Mayer invadiu o espaço sem deixar ninguém parado – e levar as meninas ao delírio. Tocando os maiores sucessos de sua carreira, o músico arrancou os gritos do público que, mesmo a oito metros de distância, cantavam junto ao ídolo músicas como No Such Thing, Your Body is a Wonderland, Daughters, Waiting on The World e Gravity. “Esperei muito tempo por esse momento. Agora estou aqui. Amo vocês!”, agradeceu o astro, que envolveu a plateia por mais de uma hora.

 

Enquanto John Mayer sacodia o Palco Mundo, o casal Flow & Zeo, comandava as carrapetas na Eletrônica, já lotada. “Dá um enorme frio na barriga. Tocamos com grandes nomes da música internacional, mas ver de perto essa plateia que vem para nos assistir mostra o respeito e a evolução da música eletrônica nessa terra encantadora”, disse Zeo. A dupla percebeu como a cena no festival mudou desde a última edição, que ganhou este ano um grande investimento, especialmente na cenografia (o formato de uma aranha robótica). “Desde a nossa participação em 2011 percebemos como o cenário da eletrônica cresceu dentro do festival, tanto em relação à estrutura quanto ao público na pista, o que nos deixa muito felizes”, complementa Flow. 

 

Esse crescimento do público ficou ainda mais claro durante a segunda atração do espaço. O show do DJ Vibe deixou as pessoas coladas à grade, interagindo e dançando com as batidas da atração. Fã do Jonh Mayer, Thiago Tavora, de 25 anos, afirma que dá para curtir tudo na Cidade do Rock. “Assim que o show do John acabou vim conferir a Eletrônica”, disse.

 

Bruce Springsteen  (foto de Graça Paes)

Bruce Springsteen (foto de Graça Paes)

E, fechando a noite com um show que entrou para a história do Rock in Rio, o mega astro, Bruce Springsteen. O veterano levou fãs anônimos e famosos ao delírio.

 

Fotos de Graça Paes/ Agência Zapp News

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.