Moradores da Vila Autódromo se inscrevem para receber apartamento no Parque Carioca

A construção dos condomínios é resultado da parceria do Governo Federal com a prefeitura, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Habitação, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida. Serão investidos R$ 105 milhões no projeto
 
 

Mais de 70% das famílias da Vila Autódromo que vivem na área onde haverá intervenções da Prefeitura do Rio já optaram por morar no Parque Carioca, empreendimento localizado na Estrada dos Bandeirantes,  a um quilômetro de distância da comunidade, em Jacarepaguá. A prefeitura prevê o reassentamento de 278 famílias que hoje ocupam o terreno onde serão realizadas as obras do projeto viário das avenidas Abelardo Bueno e Salvador Allende (BRTs), e de canalização de rios.

 

 

 

Moradores previamente cadastrados estão visitando, desde segunda-feira (07/10), as obras e um apartamento mobiliado. Até a noite de sexta-feira (11/10), 331 famílias já haviam procurado a Subprefeitura da Barra e Jacarepaguá para conhecer o empreendimento de dois e três quartos. Destas, 202 aceitaram a proposta da prefeitura, e apenas 12 optaram pela indenização, cujo valor será calculado de acordo com o valor de mercado. Outras 117, que moram em casas fora do traçado das obras, entraram na fila de espera para participar da adesão aos novos imóveis. Os apartamentos integram o Programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal.

 

  

 

O secretário municipal de Habitação, Pierre Batista, disse que o sucesso da alternativa oferecida pela Prefeitura do Rio é resultado do diálogo aberto com a comunidade:

 

— A adesão das famílias ao novo empreendimento mostra que a reunião do prefeito Eduardo Paes com os moradores da Vila Autódromo, no último domingo (06/10), surtiu efeito positivo. Ficou claro para os moradores que eles podem escolher o apartamento ou, caso prefiram, a indenização pelo valor de mercado do imóvel onde atualmente moram.

 

 

O aposentado José Gonçalves de Araújo, 50 anos, que participou da fundação da Vila Autódromo (onde mora há 30 anos), aprovou o local. Ele e cada um dos três filhos terão direito a um imóvel no Parque Carioca. 

— Gosto muito de lá, mas terei que me adaptar à nova condição. Estou muito satisfeito com a proposta da prefeitura. Só não vem para cá quem não é bom da cabeça, agora só volto lá para pescar — disse, brincando com o fato de a Vila ter sido uma colônia de pescadores.

 

 

A filha mais velha de José, a dona de casa Monique de Araújo, 27 anos, lembrou que na Vila Autódromo falta saneamento básico e o fornecimento de luz é irregular. Ela escolheu um apartamento no bloco 5 do empreendimento e seu irmão, Bruno, no bloco 6.

 

 

— A comunidade sempre foi abandonada. É esgoto a céu aberto, gato de luz e não tem asfalto. Não dá para comparar. É uma mudança da água para o vinho. O  meu filho ainda vai poder frequentar escola aqui dentro do condomínio — comemorou Monique, que visitou o apartamento mobiliado ao lado do filho Diego, de três anos. 

 

 

 

As negociações da Prefeitura do Rio com os moradores são acompanhadas pela Defensoria Pública Geral do Estado do Rio de Janeiro. Na quarta-feira (09/10), o defensor público geral, Nilson Bruno Filho, visitou as obras e conversou com os moradores da Vila Autódromo que estiveram no empreendimento. 

 

— Nosso papel é garantir moradia digna à população, por isso acompanhamos o caso desde 2011. Sem dúvida, houve um avanço extraordinário nas negociações entre prefeitura e Vila Autódromo. Hoje, a gente fica muito feliz ao constatar que esse empreendimento garante moradia digna, sem pressão do poder público. As pessoas estão aderindo espontaneamente — disse.

A Subprefeitura da Barra da Tijuca e Jacarepaguá vai acompanhar a adaptação dos moradores à nova realidade. O subprefeito Tiago Mohamed lembrou que o Parque Carioca oferece casa própria para famílias que vivem em condições inadequadas e de forma irregular:

 

— Em todos os reassentamentos, a prefeitura presta uma assessoria, acompanhando todo o processo de adaptação das famílias porque haverá uma mudança de hábito. A gente tinha certeza de que as pessoas iriam aderir depois que viessem até aqui e entendessem que é uma oportunidade única de ter um título de propriedade e com qualidade de vida.

 

 

 

A Vila Autódromo está localizada em área de preservação ambiental – às margens da Lagoa de Jacarepaguá e cortada por três rios –, com habitações irregulares e algumas moradias em condições precárias, sem infraestrutura adequada de serviços de água, esgoto, drenagem e pavimentação.

 

 

Os moradores da Vila Autódromo interessados em aceitar a proposta da Prefeitura do Rio – e já previamente cadastrados pela Secretaria Municipal de Habitação – devem abrir o processo de doação do apartamento na Subprefeitura da Barra e Jacarepaguá. Eles têm acesso, então,  à carta de compromisso da Prefeitura do Rio e preenchem um requerimento. Participam de uma reunião para tirar as dúvidas e vão ao empreendimento em van fretada pela subprefeitura. Na volta, assinam a proposta de adesão ao apartamento e aguardam a convocação para fechar a negociação.

 

 

As famílias da Vila Autódromo só serão reassentadas quando os novos apartamentos estiverem prontos. O empreendimento está previsto para ser concluído em fevereiro de 2014. A construção dos condomínios é resultado da parceria do Governo Federal com a prefeitura, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Habitação, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida. Serão investidos R$ 105 milhões no projeto.

1 comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Honoria Andrade Batista

    Bom dia seu pierre: eu fiz a instricao da minha casa minha vida a 4a. E ainda não fui chamada, pois pago aluquel, Th pessoas idosas em Casa que dependem de mim quem me ajudava teve avc há dois meses, sou domestica, e sou eu agora que cuido das despesas mas o aluquel tira td meu dinheiro, eu sei que esses apartamentos e pro pessoal do autogramo, mas muitos não querem ir prai preferiram em dinheiro, então eu pesso incarecidamente me incluir, estou desesperada,trab. No recreio dos bandeirantes , e C/ cuido dele e da Mae me favorece muito. Assim ficarei muito grata : honoria.