Sucesso mundial nos anos 80, Bodyboard se renova e é sucesso nas praias do Rio de Janeiro

A escola Kung já começou a chamar atenção de companhias de grande e médio porte, como a Nokia e a ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico)
 

A geração que viveu a febre do bodyboard nos anos 80 sabe muito bem quem é Marcus Cal Kung, pioneiro no Brasil e atleta que recebeu o prêmio de Personalidade Mundial do Esporte no Havaí. Além de precursor, Kung é também reconhecido por tornar o bodyboard brasileiro o melhor do mundo. Fundador da Escola Kung de Bodyboard, na praia da Barra, no Rio de Janeiro, entre os Postos 4 e 5, o atleta tem reunido um seleto e inusitado público: crianças, jovens, executivos, médicos, advogados e profissionais de segmentos diversos, de terça a domingo, das 8h às 10h da manhã, aparecem com a prancha embaixo do braço para uma aula com o mestre, no mar. Nos dias mais quentes as aulas chegam a reunir cerca de 40 pessoas nas areias da praia da Barra, nos finais de semana.

 

 

Tirando proveito do que o Rio tem de melhor, o programa inclui caminhadas e corridas na areia fofa, abdominais e alongamentos. O preparo ideal para o tão esperado momento: pegar a prancha e mergulhar no mar. O único compromisso é manter o corpo em atividade, “desestressar” e se divertir – alguns alunos chamam a aula de “terapia nas ondas”. Além disso, as orientações teóricas são preciosas e a parte mais importante na primeira aula, quando o professor ensina aos alunos técnicas sobre ventos, correntes, valas e afins. A Escola Kung de Bodyboard prima pela segurança e o bem estar dos novos adeptos do esporte.

 

 

Fácil de aprender e sem oferecer os riscos de uma prancha de surf, o bodyboard é um esporte completo, que aprimora o condicionamento físico e aumenta a capacidade cardiovascular. É ainda uma forma de auto-superação para quem nunca enfrentou o desafio de descer uma onda. Sem falar na sensação de bem-estar e liberdade em perfeita harmonia com a natureza. Durante duas horas, os alunos são conduzidos por Kung em exercícios na areia e na água.

 

 

A escola Kung já começou a chamar atenção de companhias de grande e médio porte, como a Nokia e a ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). O pacote corporativo é desenvolvido conforme a demanda da empresa. Pode ser uma simples atividade de lazer e integração dos funcionários ou se transformar em uma verdadeira dinâmica de grupo na areia. Durante a atividade, diversas características dos funcionários podem ser avaliadas, como a capacidade de concentração e o comportamento em situação de stress, competição e trabalho em equipe. As turmas devem ter entre cinco e 20 alunos.

 

 

Novos atletas que sonham em participar de competições de bodyboard podem aprimorar a técnica sob a supervisão exclusiva do mestre Kung que também dá aulas individuais para preparar futuros profissionais do esporte. A Escola Kung é reconhecida pelo CREF (Conselho Regional de Educação Física), sob licença da PREFEITURA e GMAR (Grupamento Marítimo da Barra da Tijuca).

Serviço:
Escola Kung de Bodyboard
Praia da Barra da Tijuca Avenida Sernambetiba, entre os postos 4 e 5
Telefones para informações: 21 9933 4555
www.kungbodyboard.com

0 comentários