PLANTÃO BARRA: Moradores reclamam de fiação espalhada pelas obras do BRT na Praça Seca

Fios de alta tensão, vergalhões sem proteção e muito lixo por um imenso trecho da Rua Cândido Benício, em Jacarepaguá
 

Por Graça Paes, RJ

 

Imagem de trecho da obra do BRT na Rua Cândido Benício, Praça Seca, Jpa (Foto de Graça Paes)

Imagem de trecho da obra do BRT na Rua Cândido Benício, Praça Seca, Jpa (Foto de Graça Paes)

 

Todos os dias é um desafio sair ou chegar à Praça Seca ou simplesmente cruzar o bairro. Em alguns dias só para passar pela Cândido Benício motoristas levam cerca de 30 a 40 min. Porém, o que vem assustando os moradores já não é mais o trânsito, pois este já foi incorporado ao trajeto de quem sai de casa diariamente para trabalhar, mas sim fios e muito lixo espalhado pelas via.

 

Estados dos fios em um dos semáforos da Rua Cândido Benício, em Jacarepaguá (Graça Paes)

Estados dos fios em um dos semáforos da Rua Cândido Benício, em Jacarepaguá (Graça Paes)

 

Trechos enormes estão sem tela de proteção e é possível ver fios pendurados pelos postes, fios pelas ruas, vergalhões, arrames, e muito lixo em volta deles.

 

 

Uma senhora, que preferiu não se identificar, tropeçou em um fio e se feriu com um arrame. Ela está indignada como o descaso como a obra prossegue: “Acho um desrespeito. Tudo aberto, a gente cai, se machuca, e ninguém faz nada. Já pensou se alguém escorregar e cair de cara num vergalhão desses sem proteção? Pode ficar cego, pode até morrer”, disse ela.

 

 

Já o aposentado Claudio Marques reclama da falta de fiscalização, pois não é todo dia que a CET-RIO está no local, e segundo ele esses fios dificultam a passagem de veículos mais altos, como os ônibus, mais alguns ainda são imprudentes e trafegam em alta velocidade.

 

 

A reclamação dos moradores é a falta de proteção em relação aos restos de obras e os vergalhões que estão sendo afixados ao chão para suportar alguma estrutura. 

 

Fotos de dispositivo móvel Graça Paes

 

 

0 comentários