PLANTÃO BARRA: Confirmada a morte cerebral de Santiago Andrade, cinegrafista da Band, atingido por um rojão durante protesto no Rio

Santiago Andrade, de 49 anos, estava internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Souza Aguiar com afundamento de crânio
 

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio acaba de confirmar a morte cerebral do cinegrafista da Band Santiago Andrade, atingido por um rojão durante protesto na quinta-feira (06/02), no Centro do Rio. O cinegrafista faleceu na manhã desta segunda-feira (10/02), no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), do Hospital Souza Aguiar.

 

Santiago Andrade, cinegrafista atingido por rojão durante manifestação

 

Andrade estava em coma induzido desde que foi atingido por um rojão de vara na cabeça. No mesmo dia, Andrade passou por uma neurocirurgia para estancar o sangramento e estabilizar a pressão intracraniana. Além do afundamento de crânio, ele perdeu parte da orelha esquerda. O cinegrafista cobria uma manifestação na Central do Brasil contra o aumento da passagem de ônibus  no Rio de Janeiro.

 

 

O delegado Maurício Luciano, titular da 17ª Delegacia de Polícia e responsável pelas investigações, disse que Fábio Raposo concordou em ajudar a policia a identificar a pessoa que acendeu o artefato. O universitário, de 22 anos, foi preso na manhã de domingo (09/02) após o cumprimento de mandado prisão temporária expedido pela Justiça em seu nome. Ele foi indiciado por tentativa de homicídio qualificado e crime de explosão e que a pena pode chegar a 35 anos de reclusão.

0 comentários