RIO CONTENT MARKET: Youtube apresenta transformações no mercado audiovisual

O Brasil é o segundo maior mercado do mundo para o site de streaming de vídeos que, diariamente, transmite o equivalente a cinco mil anos de vídeos globalmente.
 

alex-carlos-slide-home-254x214

O diretor de Entretenimento do YouTube, Alex Carlos, foi o anfitrião do painel YouTube Business, que teve como convidados Ian SBF, um dos fundadores e roteirista do Porta dos Fundos; Edgar Diniz, CEO do canal Esporte Interativo, e Juliano Prado e Marcos Luporini, criadores e diretores da Galinha Pintadinha 

 
 
 
“A mensagem continua a mesma – acredita Carloss – o YouTube é o melhor meio de se construir uma base de fãs, e não uma audiência”. O Brasil é o segundo maior mercado do mundo para o site de streaming de vídeos que, diariamente, transmite o equivalente a cinco mil anos de vídeos globalmente.  “Diferente da audiência que recebe passivamente aquilo que passa na TV, o fã escolhe como e onde consumir o que lhe agrada. Ele rompe fronteiras e, além disso, como observamos hoje, se tornam os talentos que queremos ver. Quando um produto atinge o sucesso, algo mais acontece. Os fãs passam a criar homenagens para os criadores”.  
 
 
 
O case do Esporte Interativo não poderia ser prova mais autêntica disso. Diniz conta que, antes mesmo do lançamento do canal, o poder do Orkut já havia se mostrado surpreendente. “Em 2007, quinze dias antes de lançarmos o canal via banda C (parabólicas), surgiu uma comunidade no Orkut. Eram 15 mil pessoas que não faziam ideia do que seria o Esporte Interativo. Quinze dias depois, as pessoas começaram a notar que não tínhamos muitos anunciantes. A comunidade estipulou que, se em dois meses ainda não tivéssemos muitos comerciais, eles se mobilizariam para consegui-los, para o canal não acabar. Felizmente, não precisamos da ajuda para o negócio crescer. Hoje são 30 milhões de pessoas todos os meses”. 
 
 
 
Durante o encontro, o diretor comercial da RioFilme, Adrien Musselet apresentou a nova parceria do órgão com o YouTube: uma linha de financiamento para criações de séries cuja capacitação será oferecida pelo site. O valor completo do aporte do programa é de R$ 1,5 milhão, e mais informações serão divulgadas ao longo do RioContentMarket. “Aproveitaremos a expertise do mercado para ter projetos melhores. A RioFilme serve para ajudar as empresas cariocas a criarem e explorarem uma propriedade intelectual valiosa”.
 
 
 
 
Outro hit brasileiro no YouTube, o Porta dos Fundos, encontrou na internet a liberdade de criação que não encontraria na TV convencional. “Já temos quase 8 milhões de inscritos no canal e 800 milhões de visualizações. Por que não começamos na TV? A TV não quis, era impossível. Todos nós estávamos na TV, principalmente na Globo, e saímos para fazer o Porta dos Fundos. A liberdade do YouTube é outra coisa”. SBF também adiantou que em abril o grupo lançará sua primeira série. Prado e Luporini, criadores da Galinha Pintadinha, mostraram o sucesso quase casual do primeiro vídeo – recusado por investidores e esquecido em um link de YouTube –  e o sucesso estrondoso que já licenciou cerca de 600 produtos, além de ser o primeiro canal brasileiro a chegar a 1 milhão de views no YouTube.  “De acordo com o Google Trends, a Galinha Pintadinha é mais procurada do que os filmes Frozen, Homem de Ferro 3 e Meu Malvado Favorito 2”. A dupla agora trabalha num quarto DVD e um longa-metragem para 2016. 
 
 
RIO CONTENT MARKET

O  RioContentMarket chega à sua quarta edição, trazendo para o Brasil roteiristas internacionais, investidores e uma ampla discussão sobre tendências para o setor. O evento acontece de 12 a 14 de março no Hotel Windsor Barra, na Zona Oeste do Rio. 

0 comentários