Coletiva do UFC 212 reúne Aldo, Holloway e Anderson Silva

O evento foi realizado no Morro da Urca e contou com um coquetel repleto de convidados
 

Por Graça Paes, RJ

 IMG_6209

 

Na terça-feira, dia 11 de abril, foi realizada no Morro da Urca, RJ, a coletiva de imprensa do UFC 212.  Participaram da coletiva, Aldo, Holloway e Anderson Silva. Após o encontro com os jornalistas foi realizado um coquetel para os lutadores, com a presença de convidados, entre eles, os lutadores Minotauro, Rafaela Silva, Victor Penalber, os atores Arthur Aguiar e Duda Nagle, os cantores Bruno do Sorriso Maroto, Dilsinho e Sapão, a ex-BBB Cida Moraes, entre outros.

 

 IMG_6237

 

O UFC 212 será realizado dia 3 de junho, na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. A luta principal do card é de Aldo x Holloway. O campeão linear José Aldo enfrentará o campeão interino Max Holloway pela unificação do cinturão Peso-pena.  O ex-campeão dos médios e maior lutador de todos os tempos, Anderson Silva, também volta à cidade que o consagrou.

 

3 - ' - Graça_Paes_UFC212_RJ

 

O adversário de Aldo, Max Holloway chegou a coletiva com uma bola de futebol, que ofertou para Aldo. Ao ser questionado sobre o presente, Holloway disse que era para ajudar Aldo a se aposentar, uma vez que o campeão linear já revelou em mais de uma oportunidade o sonho de jogar futebol profissionalmente quando largasse o MMA. “Esse é um presente para José. Eu lembro que esse cara disse que queria jogar futebol depois de se aposentar, então este presente é para ajudá-lo. É um presente”, comentou Holloway.

 

 

IMG_6223

 

 

Aldo levou na esportiva a provocação e agradeceu o presente. “Para mim, isso é ótimo. É a provocação que faz a luta ser grande. Isso é normal agora. Quando termina a luta, cada um vai para o seu lado. E com dinheiro no bolso. Tem que xingar mesmo, xingo até a mãe do cara. A p*** toda”, disparou Aldo.

 

IMG_6259

 

 

José Aldo ainda disse que os lutadores, para se darem bem financeiramente, devem provocar mais os oponentes e apostar menos somente em suas habilidades e princípios dentro e fora do octógono . “Essa troca de farpas é ótima. É isso que vende e dá dinheiro. É uma geração nova. Quando eu comecei, eles eram atletas. Tinha uma filosofia. Agora, tem essa coisa de ‘lutador real’ e ‘lutador nutella’. Se você não provocar, vai ficar para trás. Ranking não serve para nada. O que vende mesmo é provocação”, pontuou. “E agora eu estou gostando mesmo. Vim de uma luta em que ganhei muito dinheiro. Hoje em dia gosto dessa coisa. Tenho minha honra, respeito, as coisas que meu professor me ensinou. Mas hoje o que vale é xingar e falar”, completou.

 

IMG_6224

 

Anderson Silva, mesmo saber quem será seu adversário, compareceu à coletiva. Spider enfrentaria Kelvin Gastelum que foi flagrado no exame antidoping por uso de maconha. Questionado sobre ter Vitor Belfort como adversário, ele disse que lutar com o brasileiro não lhe acrescentaria nada, neste momento. “Muita gente vai interpretar o que eu vou dizer como arrogância ou prepotência, mas vamos lá. O Vitor Belfort vem de derrota, e eu venho de vitória. Não faz sentido enfrentá-lo. Não tem como superar aquela primeira luta. Essa revanche só seria boa para o Vitor (…) O Rockhold também vem de derrota, mas o Romero seria uma luta interessante, um atleta que já se credenciou a disputar o cinturão, tem todas as qualidades para fazer uma luta pelo título. Seria um grande desafio. Mas vamos aguardar o UFC e ver o que vai acontecer”, comentou Anderson.

 

IMG_6257

 

0 comentários