ESTREIA (10/8): Entrevista com o elenco da peça “Cama de gato”

Em cartaz até 1º de setembro, quintas e sextas, às 22h30, na Sala Baden Powell, em Copacabana, RJ
 

Por Graça Paes, RJ 

 

 

 

Graca_Paes_Zapp_News_ (5)

(Foto de Graça Paes/Zapp News)

 

 

O espetáculo “Cama de gato” tem a direção de Marcelo Gonçalves e Marcelo Dias e todo o elenco do espetáculo foi escolhido por meio de testes que foram divulgados em redes sociais. Alguns atores estão tendo a bela oportunidade de mostrarem seu trabalho no palco pela primeira vez.  O drama é escrito por Max Mendes e tem como ponto principal a relação de garotos de programa e uma misteriosa e elegante travesti, chamada Lois Lane, que aparece para quebrar preconceitos. A narrativa é costurada com boas músicas e aborda a aceitação, distorção de valores, comercialização das relações humanas que aposta no amor para quebrar barreiras.  Um fato interessante a reportar é que a peça tem Marcelos, Tiagos, Fernando, Fernanda e um amor entre a arte, elenco, direção, produção e autor, ímpar, como há tempos não se vê em uma montagem teatral. Posso dizer que é uma verdadeira família ligada pelo amor ao teatro.

 

 

 

10156005_983901588322861_6279469050084545037_nMax Mendes, que assina o texto e está na produção ao lado de Kleber da Marias Produções Artísticas, descreveu o quanto foi difícil fazer a montagem sem patrocínio, mas que seu sócio Kleber, que não estava presente no dia da entrevista, moveu todos os esforços necessários para transformar o sonho em realidade. “Foram realizados seis tratamentos no texto para que o conteúdo cada vez mais tivesse relevância. Eu procurei abordar a comercialização das relações, como um todo, amizade, amor, preconceito social. E mostrar a prostituição, como o comércio que é. Escrevi esse texto para enxergarmos que as pessoas se formam na diferença, e que esta deve ser respeitada. A intolerância, a homofobia, os assassinatos e  a discriminação contra gays, lésbicas, travestis, transexuais e transgêneros se tornaram assustadores. E, cabe a cada um de nós não alimentar o ódio. Estou à flor da pele e aguardando o retorno do publico para esta história. Muito ansioso com a estreia dia 10”, ressalta ele.

 

 

 

Graca_Paes_Zapp_News_ (2)

(Foto de Graça Paes/Zapp News)

 

 

O ator Thiago Tenório, que irá dar vida a Lois Lane, disse que sentiu na pele o que é ser um travesti o dia que se caracterizou e foi a um bar tomar café em Copacabana, no RJ. Ele pode ver no olhar e nas expressões como a sociedade se comporta diante de um travesti. “Eu senti na pele como as pessoas se comportam diante do que é diferente para elas”, ressalta ele. E, que este laboratório foi primordial em seus estudos para a personagem. O ator fará sua estreia no palco. E comemora por ter sido escolhido para o elenco durante o teste e por ter ganho o papel de travesti durante a leitura.  

 

cama-de-gato-de-max-mendes-estreia-dia-10-de-agosto-22h30-na-sala-baden-powell-copacabana

Foto de Divulgação da peça

 

Já o ator Tiago Homci, mesmo tendo uma certa experiência nos palcos, diz que “Cama de gato” é para ele uma realização profissional e pessoal. “Esta montagem é um presente. Poder abordar esta história e falar sobre este assunto é encantador. A sociedade precisa entender de uma maneira clara e objetiva a lidar com homossexuais, travestis, prostituição, com as diferenças”, relata.

 

 

Graca_Paes_Zapp_News_ (9)

(Foto de Graça Paes/Zapp News)

 

O diretor Marcello Gonçalves, que tem uma vasta experiência em cinema, televisão, e principalmente no teatro, ao ser chamado para o projeto de “Cama de gato” levou para seu time Marcelo Dias, para dividir com ele a direção, e Fernanda Bomtempo, que estreia na assistência de direção.  E que durante os testes todos colaboraram para ajudar na escolha do elenco, juntamente com o autor do texto.

 

 

 

marcello-gonc3a7alves

Marcello também relatou que entre o período de leitura e de ensaio pode moldar o espetáculo com a ajuda de todos. E que alguns personagens foram sendo adequados aos atores conforme a leitura. “Um trabalho que tem sido feito com muito amor e em parceria”, diz o diretor. Fato este, também elucidado pelo elenco que era só elogios à produção e a direção da montagem. Marcello também relatou a importância e relevância do tema abordado. “Todos nós, se procurarmos, temos um caso de homossexualidade ou prostituição na família, mesmo que seja lá nos primórdios, em nossos antepassados. E ao nos depararmos com essas notícias, em pleno século XXI, casos e mais casos de agressão, homicídios, nos deparamos com uma realidade dura e cruel que merece ser destacada e debatida”, ressalta.

 

20479522_1481072455272436_2317639201641090950_n

 

“Cama de gato” tem a direção de Marcello Gonçalves e Marcelo Dias, a assistencia de direção de Fernanda Bomtempo. E, no elenco os atores Fabrício Portela, Fernando Dolabella, Felipe Freitas, Henrique Sathler, Hugo Carvalho, Tiago Homci, Thiago Tenório e a DJ Cacá Werneck. A estreia é quinta-feira, dia 10 de agosto, às 22h30,  na Sala Baden Powell, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. E a montagem ficará em cartaz às  quintas e sextas-feiras, às 22h30, até dia 1º de setembro.

 

 

FICHA TÉCNICA 

Texto: Max Mendes

Direção: Marcello Gonçalves e Marcelo Dias

Elenco: Fabrício Portela, Fernando Dolabella, Felipe Freitas, Henrique Sathler, Hugo Carvalho, Thiago Tenório, Tiago Homci, e a DJ Cacá Werneck.

Assistente de direção: Fernanda Bontempo

Assessoria de imprensa: Minas de Ideias

Realização: Marias Produções Artísticas

Cenografia: Marcelo Dias

Figurino: Gebran Smera

Visagismo: Del Cascardi

Iluminação: Felipe Lourenço

Direção de Movimento: Márcio Vieira

Produção Executiva: Cleber Sillva

 

 

SERVIÇO

Temporada: De 10 de agosto até 01 de setembro

Horários: Quintas e sextas, às 22h30

Local: Sala Municipal Baden Powell

Capacidade: 469 lugares

Endereço: Av. Nossa Srª de Copacabana, 360/ Copacabana

Preço: R$ 40,00 (inteira) R$ 20,00 (meia)

Duração: 80 minutos

Classificação: 16 anos

Gênero: Drama

Assessoria de Imprensa: Minas de Ideias Comunicação Integrada

 

 

0 comentários