Associação Nacional de Pós-Graduandos lança Fórum da Educação Básica

A bienal ocorre de 22 a 26 de janeiro e une política estudantil e cultura em mostras de teatro, música e cinema, seminários de esportes, além de apresentações de trabalhos acadêmicos e de extensão
 

A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) aproveitou a 8ª Bienal de Arte e Cultura da União Nacional dos Estudantes (UNE) para lançar o Fórum da Educação Básica da entidade. Reunidos durante a Mostra de Ciência e Tecnologia da Bienal, representantes da ANPG, da UNE, da União Brasileiras de Estudantes Secundaristas (Ubes) e a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) discutiram as necessidades do ensino básico e as diretrizes para o fórum.

 

 

De acordo com a presidenta da ANPG, Luana Bonone, o objetivo do fórum é ser um espaço de elaboração da pauta política dos pós-graduandos para a educação básica. “A fase estudantil é fundamental para o processo completo da formação de todos os níveis de educação”, disse.

 

 

Este é o segundo fórum criado pela entidade. O primeiro foi o Fórum de Saúde Pública, que discute a formação do profissional de saúde. O fórum recém-lançado ainda deve ser melhor definido. As entidades aproveitarão a 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em julho, em Recife (PE) para um aprofundamento nos debates do fórum.

 

 

A educação básica é o primeiro nível do ensino escolar no país e compreende três etapas: a educação infantil (para crianças de até 5 anos), o ensino fundamental (para alunos de 6 a 14 anos) e o ensino médio (para alunos de 15 a 17 anos). De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação Anísio Teixeira (Inep), cerca de 51,5 milhões de estudantes frequentam a educação básica no país, incluindo alunos de ensino técnico, educação especial (para pessoas com deficiência) e educação de jovens e adultos (EJA).

 

 

A 8ª Bienal de Arte e Cultura da UNE é considerada o maior evento estudantil da América Latina e deve reunir em Olinda cerca de 10 mil estudantes de todos os estados brasileiros. A bienal ocorre de 22 a 26 de janeiro e une política estudantil e cultura em mostras de teatro, música e cinema, seminários de esportes, além de apresentações de trabalhos acadêmicos e de extensão. O tema desta edição é A Volta da Asa Branca, uma Homenagem ao Sanfoneiro Luiz Gonzaga, cujo centenário foi comemorado em 2012. As atividades são gratuitas e abertas à comunidade.

 

Agência Brasil 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.