Microsoft ignora desaceleração do Brasil e investe “o máximo” no país, diz presidente internacional

A Microsoft está em plena ebulição com o lançamento em vários mercados do mundo de seu primeiro tablet que é ao mesmo tempo um computador, chamado Surface
 

Se tem um setor que não se queixa da desaceleração brasileira, este é o tecnológico. Pergunte ao presidente da Microsoft Internacional, Jean-Philippe Courtois, se seus projetos de investimento no Brasil se abalaram com o freio brusco na economia em 2012.

 

 

— Não nos assustou nem um pouco. Porque grandes empresas e governos estão crescendo no Brasil. E todos precisam de tecnologia para aumentar a produtividade. Tecnologia é uma das mais importantes ferramentas para inovar e acelerar o crescimento e alcançar novos clientes — disse Courtois, ao Globo.

 

Courtois disse que o Brasil tem sido, nos últimos 10 anos, um dos mercados que mais cresce para os negócios do grupo, cobrindo todos os produtos, incluindo Windows 8. A empresa anunciou recentemente um investimento de R$ 200 milhões até 2016 na criação do seu primeiro centro de tecnologia avançada no Brasil, no Rio. Microsoft também está apostando nos novos jovens inovadores do Brasil: está oferecendo acesso às tecnologias Cloud de graça a 15 empresas iniciantes (chamadas start-ups).

 

— A Microsoft está no Brasil há mais de 20 anos e adoramos. É um dos poucos países do mundo onde estamos investindo o máximo — disse.

 

O presidente da Microsoft disse que o grupo está cada vez mais se transformando, para mover-se da era de uma empresa de software para uma de serviços de tecnologia Clouds e de aparelhos. Ou seja: se transformando para um mundo pós-PC, como previu o arquirival da Microsoft, Steve Jobs, criador da Apple, que morreu no ano passado.

 

— Este fato está correto. Há mais de 1,3 bilhão de pessoas no mundo que usam Windows. Mas haverá muito mais bilhões de pessoas que usam smartphones todos os dias e mobilidade nos tablets. Microsoft está abraçando isso (esse novo mundo) e estamos decididos a liderar com aparelhos Windows 8 — disse.

 

A Microsoft está em plena ebulição com o lançamento em vários mercados do mundo de seu primeiro tablet que é ao mesmo tempo um computador, chamado Surface. Ainda não chegou no Brasil.

 

— Queremos mostrar o bom trabalho que podemos fazer ao combinar este aparelho tão leve e com bateria de longa duração como um produto que é ao mesmo tempo um pc e um tablet — disse.

 

O Surface está sendo lançado em duas versões: com Windows RT e com Windows 8 Pro

 

Agência O Globo

 

 

0 comentários