Ministro de Comunicação da Venezuela diz que estado de saúde de Chávez evolui de forma positiva

Brasília – O ministro de Comunicação e Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, disse que a evolução das condições de saúde do presidente do país, Hugo Chávez, é positiva. Ele ressaltou que Chávez se encontra ativo, tomando decisões e dando instruções acerca de sua equipe de governo.   Villegas acrescentou que o presidente está dedicado a[...]
 

Brasília – O ministro de Comunicação e Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, disse que a evolução das condições de saúde do presidente do país, Hugo Chávez, é positiva. Ele ressaltou que Chávez se encontra ativo, tomando decisões e dando instruções acerca de sua equipe de governo.

 

Villegas acrescentou que o presidente está dedicado a cumprir seu tratamento médico e que o governo não quer criar expectativas sobre a data de retorno de Chávez à Venezuela. Hugo Chávez está há mais de um mês internado em Havana, Cuba, para tratamento de combate ao câncer.

 

“O povo venezuelano está dizendo ao presidente para restaurar totalmente sua saúde e ele fará isso. Seu desenvolvimento é positivo como tem sido repetidamente”, disse ele, durante coletiva de imprensa. Villegas lembrou que o governo venezuelano tem divulgado, com frequência, informes sobre a saúde do presidente.

 

Desde que foi hospitalizado, no dia 11 de dezembro, quando foi submetido a uma cirurgia para a retirada de um tumor maligno na região pélvica, o presidente venezuelano não é visto em público. A ausência física de Chávez na política do país gerou uma onda de incertezas e especulações, além de polêmicas.

 

A principal divergência com a oposição, que cobra um pronunciamento e imagens recentes dele, foi a confirmação, por órgãos oficiais, sobre a legalidade do adiamento da data da posse para o quarto mandato consecutivo do presidente. A cerimônia estava marcada para o último dia 10 e a nova data não foi definida, pois é aguardada a recuperação do presidente.

 

O Tribunal Supremo de Justiça, instância constitucional da Venezuela, avaliou que, por se tratar de uma reeleição, a continuidade administrativa do país estava mantida, permitindo que o mandato se estendesse com o vice Nicolás Maduro exercendo a presidência interina. A oposição venezuelana, no entanto, levanta dúvidas sobre a legalidade de manter Chávez no poder e pediu à Organização dos Estados Americanos (OEA) a convocação do Conselho Permanente para avaliar a situação institucional no país.

 

Agência Brasil, com Agência Pública da Venezuela

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.