Presença feminina marca I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional

Nas etapas estaduais e macrorregionais, a participação feminina também foi expressiva. Metade do público de 10 mil pessoas era composto por mulheres
 

Eleita para representar o estado de Goiás na I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional pelo segmento da educação, a mestre Danusia Arantes é uma das cerca de 150 mulheres que vão participar como delegadas da etapa nacional. A CNDR será realizada entre 18 e 22 de março, em Brasília, para a construção de uma nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional.

 

Danusia é pró-reitora de Extensão e Cultura da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Para ela, a participação das mulheres nessas instâncias descentralizadas de governança é muito importante para o desenvolvimento do país, com equidade. “Isso contribui para que a desigualdade entre os gêneros não impeça as mulheres de participar das decisões políticas”, afirma.

 

Nas etapas estaduais e macrorregionais, a participação feminina também foi expressiva. Metade do público de 10 mil pessoas era composto por mulheres. Dentre os temas apresentados pelos estados para o debate nacional CNDR estão a equidade de gênero e a necessidade de incentivar a organização produtiva das mulheres para que elas tenham mais acesso às políticas públicas.

 

Para o secretário de Desenvolvimento Regional, Sérgio Castro, o Governo Federal entende a força e o papel da mulher na sociedade e investe em políticas públicas contra a pobreza com foco na mulher. “São mães e trabalhadoras que tem um papel importantíssimo por seu potencial de transformação. Nós estamos gerando renda para o elemento da família que garante que o recurso vai ser aplicado na educação dos filhos, na melhoria das condições de vida. E isso tem um impacto social muito grande”, avalia.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.