Seminário debate o papel das mulheres no Bolsa Família

Ipea e MDS discutem o impacto do programa de transferência de renda para a valorização das mulheres
 

 Em uma parceria com o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) promove nesta sexta-feira, 8 de março, das 14h30 às 17h, o seminário Mulher e Bolsa Família. O evento ocorrerá na sede do Instituto (SBS, Qd. 1, Bl. J, Edifício Ipea/BNDES, auditório do subsolo) e será aberto pelo chefe de gabinete da presidência do Ipea, Sergei Soares, e pela ministra do MDS, Tereza Campello.

 

O debate vai contar com a presença dos pesquisadores Alessandro Pinzani, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Walquíria Leão Rego, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e Neuma Aguiar, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pinzani possui doutorado em Filosofia, pela Universität Tübingen, da Alemanha, e fez pós-doutorado na Columbia University, de Nova Iorque, e na Humboldt-Universität zu, de Berlim. Desde 2006 é pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

 

Já a professora da Unicamp, Walquíria Leão Rego, desenvolveu, entre 2006 e 2012, projeto de pesquisa sobre os efeitos políticos e morais do Bolsa Família e suas beneficiárias, aferindo os efeitos políticos e morais do recebimento da transferência de renda, entrevistando as respectivas mulheres em regiões mais desassistidas, como: Alto Sertão de Alagoas, Piauí, interior do Maranhão e periferias de São Luís e Recife. E Neuma Aguiar possui doutorado em Sociologia, pela Washington University, e doutorado em Ciências, pela University of Wisconsin, ambas nos EUA. Recebeu o prêmio Vinícius Caldeira Brant por suas contribuições às áreas de Gênero, Estudo de Mulheres e Feminismo e o prêmio Florestan Fernandes, da Sociedade Brasileira de Sociologia. Foi consultora do projeto Mulheres e o Desenvolvimento em Países de Expressão Portuguesa, encarregada de levantar dados para o treinamento nas agências de estatística e órgãos da burocracia pública de Angola e Cabo Verde. Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

0 comentários