Vocalista do Charlie Brown Jr é encontrado morto em SP

Chorão estava no apartamento onde morava, em Pinheiros. Causa da morte ainda não foi divulgada.
 

 

Na madrugada desta quarta, dia 6, o vocalista da banda  Charlie Brown Jr, Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto em seu apartamento na Rua Morás, em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo.

 

 

 

Chorão, que tinha 42 anos,  foi encontrado desacordado pelo seu motorista, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A unidade de resgate constatou que ele já estava morto. A Polícia Militar disse ter recebido um chamado às 5h18 para “verificação de morte natural em um apartamento”.

 

 

 

No início da manhã, as policias policiais civil e militar e os peritos já estavam no prédio do cantor. O delegado Luiz Romani, do 14º Distrito Policial, de Pinheiros, disse que ainda não é possível dizer a causa da morte do músico, e que esta será determinada pela perícia. Romani disse apenas que Chorão estava sozinho em seu apartamento, no 8 º andar do prédio,  e que o caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

 

 

Chorão estava de férias e embarcaria para os Estados Unidos nos próximos dias. O cantor e letrista, que faria 43 anos em 9 de abril, liderava a banda fundada por ele na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, em 1992. Em 15 anos de carreira, o Charlie Brown Jr lançou nove álbuns de estúdio, dois discos ao vivo, duas coletâneas e seis DVDs. Ao todo, o grupo vendeu 5 milhões de cópias.  Além de vocalista, Chorão era responsável pelas letras do Charlie Brown Jr e pelo direcionamento artístico e executivo da banda. Em 2005, o trabalho “Tâmo aí na atividade” foi premiado com o Grammy Latino de melhor álbum de rock brasileiro, o que se repetiu em 2010 com “Camisa 10 joga bola até na chuva”.

 

 

 

No ano passado, o Charlie Brown Jr. lançou “Música Popular Caiçara”, álbum ao vivo que marcou o retorno dos integrantes Marcão e Champignon à banda. Eles haviam deixado o grupo em 2005. As apresentações aconteceram em Curitiba e Santos. A produção do trabalho foi feita por Liminha e os shows contam com a participação de Falcão (O Rappa), Zeca Baleiro e Marcelo Nova. Das 15 faixas do CD, a única gravada em estúdio é “Céu azul”.

 

 

O próximo show da banda estava marcado para o dia 22 de março, em Campo Grande, no Rio de Janeiro.

 

 

Redação com fontes

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.