Governo vai apresentar proposta para melhorar Sine

As atividades que deverão sofrer mudanças são: intermediação de mão de obra, habilitação do trabalhador ao seguro-desemprego e a emissão da carteira de trabalho
 

 

O Ministério do Trabalho e Emprego deverá apresentar, em maio, uma proposta para recuperar os postos de atendimento do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e melhorar o atendimento aos trabalhadores.   Hoje (24), ocorreu o primeiro seminário Estudos dos Custos Associados aos Serviços do Sine, na Universidade de Brasília (UnB), instituição com a qual o ministério firmou parceria para elaborar a proposta de melhoria dos postos de atendimento, analisando os custos e a natureza dos serviços prestados à população. De acordo com o ministro Manoel Dias, o prazo de um mês foi acertado com a presidenta Dilma Rousseff.  

 

 As atividades que deverão sofrer mudanças são: intermediação de mão de obra, habilitação do trabalhador ao seguro-desemprego e a emissão da carteira de trabalho. Os serviços passarão a ser padronizados, levando em conta particularidades das regiões atendidas. Os custos do Sine são financiados pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).   “Cooperações técnicas como esta são importantes para que o Ministério do Trabalho tenha critérios e sustentação científica no zelo das políticas públicas com relação aos custos e qualidade dos serviços”, disse Dias.   Atualmente, o sistema tem mais de 1,3 mil agências, que oferecem postos de trabalho e cursos de qualificação e capacitação profissional. O ministério calcula que mais de 13 milhões de pessoas tenham ingressado no mercado por meio do programa.

 

Fonte -Ag Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.