Autora do “Diário de Classe” cria ONG para ajudar escolas e estudantes

Blogueira pretender cria ONG para ajudar outras crianças
 

Durante uma viagem a Porto Alegre (RS) para participar de um debate sobre educação e tecnologia, a blogueira Isadora Faber, que aos 13 anos se tornou conhecida por criar uma página no Facebook para denunciar os problemas de sua escola, anunciou que pretende criar uma ONG no próximo mês.
 
 
 
 
Segundo o Portal Terra, a ideia é transformar o sucesso do Diário de Classe na internet em algo “real”, que represente uma mudança na vida de estudantes.
 
 
 
 
“Tudo o que a Isadora fez até agora foi de forma virtual. Agora está na hora de ampliar, de dar uma ajuda real a todos os estudantes que enviam mensagens contando os problemas das escolas onde estudam”, explica Mel Faber, mãe de Isadora.
 
 
 
 
 
De acordo com ela, a filha recebe milhares de mensagens por mês com denúncias de problemas em instituições de ensino em todo o Brasil. A organização ficaria responsável por divulgar casos, fotos e vídeos com o objetivo de captar recursos junto para resolver os problemas.
 
 
 
 
“Nós queremos deixar o leque bem aberto. Pode ser desde a reforma de um prédio, até a compra de computadores e a capacitação para os professores sobre como usar a tecnologia”, disse Mel, que já providenciou toda a documentação para o registro. A meta é lançar a ONG no próximo mês.
 
 
 
 
Represálias diminuíram
Depois de ter sofrido ameaças na escola onde estuda, Isadora disse que a situação melhorou este ano. “Tem uma tentativa de me censurar, mas bem menos que no ano passado”, relatou a menina. Embora participe de diversos eventos fora de Santa Catarina, ela diz que está sendo “tranquilo” acompanhar os conteúdos da oitava série.
 
 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.