Pesquisa revela que a brasileira se preocupa mais com a aparência do cabelo que do corpo

O estudo foi realizado com 627 mulheres, de 18 a 64 anos, com acesso à Internet, das classes ABCD, com grau de escolaridade mínimo primário
 

A constatação de que os cabelos se tornam finos e menos volumosos com o passar do tempo já é percebida pelas brasileiras e, para uma parcela delas, preocupa mais que ter celulite

  

Pantene, marca reconhecida no mercado pelo investimento em ciência e tecnologia voltada para a saúde dos cabelos, encomendou, em março de 2013, uma pesquisa ao instituto IPSOS para entender a percepção das brasileiras em relação aos cabelos e à questão do envelhecimento dos fios.

 

O estudo foi realizado com 627 mulheres, de 18 a 64 anos, com acesso à Internet, das classes ABCD, com grau de escolaridade mínimo primário (primário completo a superior completo ou mais) e revelou os seguintes dados:

 

è 41% das mulheres entrevistadas consideram seu cabelo fino;

è 8 em cada 10 entrevistadas consideram muito importante a aparência dos cabelos em relação a quantidade e espessura;

è ao mesmo tempo, apenas 4 em cada 10 mulheres desse universo consideram muito importante não ter celulite;

è 28% das entrevistadas disfarçam a falta de volume com um penteado, corte diferente, ou aplique;

è 31% das mulheres entrevistadas fazem uso de vitaminas e remédios para prevenir o afinamento do cabelo.

 

“Com a pesquisa, pudemos entender a necessidade das brasileiras na busca de soluções para problemas capilares muito complexos. Portanto, a partir de julho, Pantene traz para o Brasil a Pantene Expert Collection, uma categoria premium para o varejo que promete revolucionar a ciência do tratamento dos cabelos, oferecendo a possibilidade de cuidar dos fios da mesma forma como cuidamos da pele, tratando dos aspectos relacionados ao seu envelhecimento”, afirma Juliana Azevedo, diretora de Marketing de beleza P&G América Latina.

 

Assessoria

 

0 comentários