Acordo inédito fortalece atendimento ortopédico em Minas Gerais

O hospital presta atendimento ambulatorial, internação, serviço de urgência e Serviços Auxiliares de Diagnóstico e Terapêutica (SADT)
 

O Ministério da Saúde firmou nesta sexta-feira (7/6), por meio de videoconferência, parceria inédita com o Hospital da Baleia, de Belo Horizonte, e o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into). A partir da assinatura de Termo de Cooperação, o Hospital da Baleia passa a expandir o atendimento em Ortopedia no estado mineiro com apoio do Into para estruturação, fortalecimento e o desenvolvimento de suas atividades. Com esta parceria, está sendo realizado, hoje, um mutirão de cirurgias de correção do pé-torto congênito em 16 crianças atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Ao participar da videoconferência, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que a política é de expandir essa parceria e ampliar o atendimento de qualidade para outras localidades do país. “Para isso, precisamos aumentar o número de médicos, principalmente na área de ortopedia, por meio da abertura de mais vagas em residência médica. Nossa meta também é aumentar o número de mutirões, buscando constantemente reduzir as filas e o tempo de espera”, disse. Ele destacou que o Hospital da Baleia é a primeira unidade hospitalar a realizar residência médica em ortopedia no país. O ministro afirmou ainda que “todo o esforço para realizar o mutirão foi pensado em aliviar a angústia das crianças e de seus familiares, que sofrem na espera para resolver o problema de saúde”.

 

Como no caso da dona Sidneia Santos, uma das mães que terá seu filho operado no mutirão em Minas Gerais. Ao participar da videoconferência, direto do Hospital da Baleia, ela contou que se mudou da Bahia para Belo Horizonte (MG) em busca de atendimento em um hospital de referência em ortopedia, para que o filho – que tem pé torto congênito – pudesse receber o tratamento adequado. “Estou muito feliz com o rápido atendimento que tivemos. Marquei a consulta na última sexta-feira e hoje meu filho será operado”, comemorou a mãe com o filho nos braços.

 

Para o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães é muito importante a formalização da parceria entre Ministério da Saúde, Into e Hospital Baleia. “Este será um dos grandes legados da gestão do governo da presidenta Dilma Rousseff. Pretendemos realizar um mutirão nacional, fortalecendo dessa forma, os serviços de excelência em rede”, enfatizou.

 

PARCERIA – O diretor geral do Into, Marcos Musafir, agradeceu o apoio que o Ministério da Saúde tem dado ao instituto e disse que esta nova parceria é um momento histórico do Into do Rio de Janeiro, que completa 40 anos de atuação. “Estamos expandindo o centro de excelência em ortopedia e melhorando o atendimento ortopédico para a população, oferecendo um serviço ágil e de qualidade”, ressaltou.

 

A presidente da Fundação Benjamim Guimarães, Tereza Guimarães Paes, informou que desde o início desta sexta-feira (7), mais de 20 médicos estão em uma força-tarefa para atender todas as crianças que tem pé-torto congênito, patologia que acomete grande parte da população e que, na maioria dos casos, exige cirurgia.

 

Além disso, a parceria prevê a integração educacional e científica, estruturação de serviços, execução de ações assistenciais ambulatoriais e cirurgias, entre várias outras atividades. Para marcar o início da parceria, 16 crianças de até dois anos de idade passarão por cirurgia de correção com pé-torto congênito, deformidade complexa que envolve ossos, músculos, tendões e vasos sanguíneos. O mutirão será realizado por profissionais do próprio Hospital da Baleia.

 

CONTRAPARTIDA – De acordo com o termo assinado, o Hospital da Baleia deverá garantir o acesso às informações para a realização dos diagnósticos sobre os serviços prestados, implementar, quando necessário, instrumentos de registro e de sistematização de dados, além de assegurar a adequação da área física da unidade. Também deverá avaliar, acompanhar e fiscalizar, em conjunto com o Into, o desenvolvimento das atividades, entre vários outros itens estabelecidos na parceria.

 

O Hospital da Baleia é uma instituição filantrópica com certificados de utilidade pública nos níveis federal, estadual e municipal, inaugurado em 4 de julho de 1944. Já na década de 1950, esta unidade passou a ser referência em ortopedia, devido ao trabalho desenvolvido por uma equipe liderada pelo médica José Henrique da Matta Machado, sendo o primeiro a oferecer residência médica em Minas Gerais. Com o passar do tempo houve ampliação da especialização no atendimento cirúrgico, tornando-se um hospital geral com diversas clínicas e serviços. Hoje atende a crianças, jovens e adultos.

 

O hospital presta atendimento ambulatorial, internação, serviço de urgência e Serviços Auxiliares de Diagnóstico e Terapêutica (SADT). Possui diversas habilitações, como: ortopedia, UTI II (adulto e pediátrico), videocirurgia, unidade cardiovascular, hospital dia, Aids, nefrologia, Unacon, neurocirurgia, banco de tecido humano, retirada de órgãos e tecidos, entre outros. Ao todo, conta com 253 leitos, sendo 212 disponíveis para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

RECURSOS – Em 2012, o Hospital da Baleia realizou 8.810 internações, ao custo de R$ 13,5 milhões. No ambulatório, foram feitos 244.120 atendimentos, totalizando R$ 18,3 milhões. Atualmente, a unidade recebe R$ 4 milhões/ano com Incentivo à Contratualização (IAC), além de R$ 210 mil/ano de Incentivo ao Desenvolvimento do Ensino e Pesquisa (FIDEPS). Há, ainda, um incentivo de integração ao SUS, que destina R$ 517,4 mil/ano para o hospital.

 

Agência Saúde

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.