Dólar fecha em alta de 1,63% e volta a ultrapassar R$ 2,20

A cotação aproxima-se do recorde registrado no último dia 20, quando o dólar comercial fechou em R$ 2,258
 

Apesar de uma série de intervenções do Banco Central (BC), a moeda norte-americana fechou o dia com forte alta e voltou a ultrapassar a barreira de R$ 2,20. O dólar comercial encerrou a sexta-feira (28) vendido a R$ 2,2317, com alta de 1,63%.

 

 

O câmbio operou em alta durante todo o dia. O dólar diminuiu o ritmo de aumento depois que o BC vendeu US$ 3,977 bilhões no mercado futuro. Por volta das 12h10, a cotação atingiu R$ 2,2001, na mínima do dia. Nas horas seguintes, no entanto, a moeda norte-americana voltou a subir, até encerrar a sessão na máxima do dia.

 

 

A cotação aproxima-se do recorde registrado no último dia 20, quando o dólar comercial fechou em R$ 2,258 e atingiu o maior valor desde 1º de abril de 2009. Há mais de um mês, o mercado financeiro global enfrenta turbulências por causa da perspectiva de que o Fed, o Banco Central dos Estados Unidos, reduza os estímulos monetários para a maior economia do planeta.

 

 

A instabilidade agravou-se depois de Ben Bernanke, presidente do Fed, ter declarado, há uma semana, que a instituição pode diminuir a compra de ativos até o fim do ano, caso a economia dos Estados Unidos continue a se recuperar. Se a ajuda diminuir, o volume de moeda norte-americana em circulação cai, aumentando o preço do dólar em todo o mundo.

 

Agência Brasil

0 comentários