MDS amplia ações de inclusão produtiva rural no Rio Grande do Sul

O investimento é de R$ 26,2 milhões, sendo R$ 24,9 milhões do MDS e o restante como contrapartida do estado
 

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) anunciou nesta quinta-feira (18), em Soledade (RS), durante a cerimônia de lançamento do Plano Safra do Rio Grande do Sul, a ampliação do número de famílias rurais em extrema pobreza no estado atendidas pelas ações de inclusão produtiva rural do Plano Brasil Sem Miséria. Serão beneficiadas mais 5 mil famílias, que se somam às 6 mil já atendidas pelo programa – uma ampliação de quase 100% da meta do plano no estado.

 

 

“O governo federal busca, em parceria com o governo estadual, a melhoria das condições da produção de alimentos das famílias beneficiárias, que podem ser direcionados para o consumo próprio ou para a comercialização, resultando na ampliação da renda familiar”, afirma o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Arnoldo de Campos.

 

 

A estratégia de inclusão produtiva rural envolve, em um primeiro momento, a oferta de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) aos agricultores familiares, com acompanhamento individualizado e continuado por técnicos que ensinam formas de aumentar a produção, a qualidade e o valor dos produtos.

 

 

Para as famílias implantarem os projetos produtivos elaborados, elas recebem um fomento a fundo perdido de R$ 2,4 mil, pagos em três parcelas semestrais, para adquirir insumos e equipamentos. No evento, mais de 1,8 mil agricultores familiares também receberão a primeira parcela dos recursos de fomento do Plano Brasil Sem Miséria para investir em seus projetos.

 

 

PAA – Os municípios de Soledade, Jacuizinho e Lagoão assinam Termo de Adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA). O novo modelo do programa simplifica a participação das prefeituras e possibilita o pagamento dos produtos diretamente ao agricultor familiar, com a utilização de cartão bancário. No Plano Safra gaúcho, está prevista a liberação de R$ 7 milhões do MDS para o PAA no estado e a adesão de 50 municípios.

 

 

Em 2012, cerca de 6,5 mil agricultores familiares do Rio Grande do Sul venderam sua produção por meio do PAA, beneficiando mais de 2 mil entidades socioassistenciais com doação de alimentos. Foram investidos pelo governo federal mais de R$ 27 milhões para a compra de quase 10 mil toneladas de produtos.

 

 

Água para produção – Para garantir a formação de reserva hídrica para produção no meio rural do estado das famílias em situação de pobreza, o MDS e o governo do Rio Grande do Sul firmaram convênio para implantação de tecnologias sociais de acesso à água. A parceria atende 2,7 mil famílias, em 69 municípios, beneficiárias da ação de inclusão produtiva rural do Brasil Sem Miséria.

 

 

O investimento é de R$ 26,2 milhões, sendo R$ 24,9 milhões do MDS e o restante como contrapartida do estado. Serão implantadas tecnologias de armazenamento de água, como microaçudes e cisternas cavadas, com sistemas simplificados de irrigação por cotejamento.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.