Jovens de Manguinhos ganham programa de inclusão social

  Previsão é de que iniciativa chegue a 20 comunidades pacificadas até 2016     O Governo do Estado lançou ontem em Manguinhos o programa de inclusão social Caminho Melhor Jovem. A iniciativa tem como público-alvo moradores de comunidades com UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), que tenham entre 15 a 29 anos.      [...]
 

 

Previsão é de que iniciativa chegue a 20 comunidades pacificadas até 2016

 

 

O Governo do Estado lançou ontem em Manguinhos o programa de inclusão social Caminho Melhor Jovem. A iniciativa tem como público-alvo moradores de comunidades com UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), que tenham entre 15 a 29 anos.

 

 

 

Com investimento de US$ 84,5 milhões – sendo US$ 60 milhões provenientes de um empréstimo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) – o programa contará com o apoio das secretarias de Assistência Social, Esporte e Lazer, Cultura e Trabalho e Renda, entre outras pastas estaduais.

 

 

 

Profissionais farão uma escuta qualificada das demandas e expectativas de cada jovem e fornecerão orientação adequada para a construção de uma trajetória social, educacional e profissional, através do desenvolvimento de um plano de autonomia. O intuito é que os próprios indivíduos estabeleçam suas metas e objetivos. Os conselheiros e tutores do programa irão auxiliar os jovens neste processo, articulando a inclusão nos serviços e oportunidades existentes.

 

 

 

“Cada jovem vai poder construir um plano de trabalho específico com o acompanhamento de um tutor, que vai ajudar a transformar seus sonhos em realidade”, explicou o secretário de Assistência Social, Zaqueu Teixeira.

 

 

 

Cidade de Deus é a próxima a receber a iniciativa

 

A próxima comunidade a receber o Caminho Melhor Jovem será a Cidade de Deus, na Zona Oeste, em setembro. A expectativa é de que o novo programa alcance 20 áreas pacificadas, podendo ser expandido para outras localidades do estado. A previsão é que 40 mil jovens sejam atendidos individualmente pelo projeto até 2016.

 

 

Em busca de orientação profissional, Andréa Cristina Estrela, de 16 anos, decidiu se inscrever logo no primeiro dia do programa.

 

 

“Meu sonho é fazer faculdade de Enfermagem e preciso de ajuda para saber que cursos devo buscar para passar no vestibular e me preparar para a função”, disse Andréa.

 

 

O estudante João Ricardo Germano, de 18 anos, também pretende se inscrever.

 

 

“O projeto vai trazer oportunidades boas para os moradores de comunidades. Através dele, muitas pessoas vão ter acesso a cursos profissionalizantes, além de orientação e apoio para estudar”, afirmou o jovem.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.