Avaliações sobre situação atual e futuro do mercado de trabalho melhoram em agosto

Das quatro classes de renda consultadas pela FGV, a que mais contribuiu para a melhoria foi a mais baixa (até R$ 2.100). Esses consumidores melhoraram 8,1% sua percepção em relação ao mercado de trabalho
 

A opinião dos consumidores em relação ao mercado de trabalho melhorou 2,5% entre julho e agosto deste ano, segundo o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado mostra uma acomodação do indicador, que havia registrado piora de 7,2% no mês anterior.

 

 

Das quatro classes de renda consultadas pela FGV, a que mais contribuiu para a melhoria foi a mais baixa (até R$ 2.100). Esses consumidores melhoraram 8,1% sua percepção em relação ao mercado de trabalho.

 

 

O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), índice da FGV que avalia o futuro do mercado de trabalho com base nas sondagens da indústria, do setor de serviços e do consumidor, também mostrou resultado positivo, com alta de 2,6% em agosto, depois de queda de 5,7% em julho.

 

 

De acordo com a FGV, os componentes que mais contribuíram para a alta do Iaemp foram a expectativa dos empresários de serviços em relação à tendência dos negócios (alta de 12,8%) e o grau de satisfação com a situação atual dos negócios de serviços (4,4%).

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.