Municípios gaúchos atingidos por enchentes recebem 8,3 mil cestas de alimentos

Ao todo, 11.157 pessoas, em 16 municípios gaúchos atingidos, devem receber as doações até esta quarta-feira (4)
 

Dezesseis cidades atingidas por enchentes no Rio Grande do Sul estão recebendo, desde o último fim de semana, 8,3 mil cestas de alimentos fornecidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O atendimento emergencial foi autorizado na última sexta-feira, a partir de solicitação feita pela Casa Civil do estado, e até esta quarta-feira (4) todas as famílias atingidas terão recebido as doações.

 

 

As cidades atendidas no Rio Grande do Sul são: Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, Parobé, São Gerônimo, São Leopoldo, São Sebastião do Cai, Sapucaia do Sul, Taquara, Taquari e Triunfo. As cestas doadas totalizam 22 quilos e são compostas, em sua maioria, por alimentos produzidos por agricultores familiares que fornecem ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

 

 

O MDS acionou, ainda na sexta-feira, a Superintendência da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no RS, autorizando o repasse de 7,2 mil cestas em estoque naquela regional, que já foram entregues. Nesta segunda-feira (2), após novo pedido do estado, outras 1,1 mil cestas começaram a ser distribuídas, totalizando 8,3 mil. Essa distribuição está sendo realizada pelo governo estadual.

 

 

O grande volume de chuvas que atingiu o Rio Grande do Sul, nos últimos dias, fez com que os rios e arroios da Bacia do Rio dos Sinos transbordassem. Conforme o boletim da Defesa Civil, do último domingo (1º), 11.157 pessoas foram atingidas, 1.440 estão desabrigadas, 9.716 desalojadas. O boletim registra uma pessoa ferida e três óbitos.

 

 

Em 2013, o MDS já repassou 125,5 mil cestas de alimentos para atendimento emergencial, com repasses a 21 estados e ao DF. O maior volume de alimentos foi entregue no semiárido brasileiro, atingido pela estiagem prolongada, nos últimos meses. Apenas os órgãos de defesa civil nacional e estaduais podem solicitar a doação, comprovando o estado de emergência ou calamidade do município.

 

Ministério do Desenvolvimento

0 comentários