Sem patrocínio, atleta nº1 do BMX feminino no Brasil pode ficar fora das Olimpíadas

Priscilla Carnaval é a atual campeã do ranking brasileiro e busca garantir vaga em 2016
 

A atleta Priscilla Carnaval, atual melhor brasileira no ranking mundial de BMX, tem sofrido na pele o drama vivido por muitos outros atletas que não contam apoio de patrocinadores. A ciclista de apenas 19 anos, iniciou sua carreira aos 6 anos de idade e desde então, coleciona diversos títulos de peso. Entre eles: o Pré-Pan Americano de Bicicross (2005), o Sul Americano (2010), o campeonato Europeu (2011), campeão dos jogos regionais (2012) e mais recentemente, garantiu três títulos importantes, sendo campeã na Copa America´s Globo,  6° lugar no campeonato Panamericano e semi finalista na Copa do Mundo de Super Cross, na Holanda.

 

 

E as competições não param por aí! Mesmo sem patrocínio a atleta, que defende a seleção brasileira desde 2010, tem participado de algumas edições de corridas importantes a fim de acumular os pontos necessários para ser escalada para as Olimpíadas.

 

 

“Apesar de ter que desembolsar valores altos, dada a falta de patrocínio, é muito importante não perder algumas corridas, sobretudo quando o nível de dificuldade é maior, não só pela pontuação, mas também para manter o padrão de competitividade nas provas”, pontua Priscilla.

 

 

FERNANDO GIOVANETTI

0 comentários