55º Prêmio Jabuti revela os vencedores de suas 27 categorias

"Marighella – O guerrilheiro que incendiou o mundo", do jornalista Mário Magalhães, foi um dos ganhadores deste ano
 

premio_jabuti_abre_inscricoes_para_sua_55__edicao_

 

Na quinta-feira, dia 17, a comissão realizadora do 55º Prêmio Jabuti apurou os otos da segunda fase e anunciou os vencedores de suas 27 categorias. Em meio à polêmica sobre as biografias não autorizadas, “Marighella – O guerrilheiro  que incendiou o mundo”, do jornalista Mário Magalhães, foi um dos ganhadores deste ano.

 

 

 

A apuração dos votos, aberta ao público, aconteceu na sede da Câmara Brasileira do Livro, em São Paulo (SP). Segundo a Folha de S.Paulo, o resultado oficial será anunciado em poucos dias, pois ainda haverá uma auditoria para corrigir eventuais erros.

 

 

 

José Luiz Goldfarb, curador do prêmio, acredita que a lista de vencedores não será modificada. De acordo com ele, os livros em análise não teriam pontuação para vencer em suas categorias, apesar das correções.

 

 

 

A premiação para os primeiros colocados em cada categoria é de R$ 3.500. No próximo dia 13 de novembro, o Prêmio Jabuti revelará os vencedores do livro do ano de ficção ed e não ficção. Competem os primeiros lugares em algumas das 27 categorias. Para estes autores, serão pagos R$ 35 mil para cada um.

 

 

 

Confira alista de vencedores:

 

Ficção

 

Romance

“O Mendigo que Sabia de Cor os Adágios de Erasmo de Rotterdam”, de Evandro Affonso Ferreira

 

Contos ou crônicas

“Páginass em Glória”, de Sérgio Sant’Anna

 

Infantil

“Ela Tem Olhos de Céu”, de Socorro Accioli

 

Poesia

“A Voz do Ventríloquo”, de Ademir Assunção

 

Juvenil

“Namíbia, Não!”, de Aldri Anunciação

 

Não ficção

 

Biografia

“Marighella – O guerrilheiro que incendiou o mundo”, de Mário Magalhães

 

Arquitetura e urbanismo

“Esplendor do Barroco Luso-Brasileiro”, de Benedito Lima de Toledo

 

Artes e fotografia

“Estou Aqui. Sempre Estive. Sempre Estarei: Indígenas do Brasil Suas Imagens

 

Ciências exatas, tecnologia e informática

“Operações Unitárias para Químicos, Farmacêuticos e Engenheiros – Fundamentos e

 

Ciênciashumanas

“Mutações: Elogio à Preguiça”, de Adauto Novaes

 

Ciênciasnaturais

“Flora das Caatingas do Rio São Francisco – História Natural e Conservação”, de José Alves de Siqueira Filho

 

Ciências dasaúde

“Tratado de Medicina de Família e Comunidade: Princípios, Formação e Prática”,

 

Comunicação

“História do Jornalismo Itinerário Crítico, Mosaico Contextual” , de José Marques De Melo

 

Didático e paradidático

“Poemas Problemas”, de Renata Bueno

 

Direito

“Pagamento Por Serviços Ambientais: Sustentabilidade E Disciplina Jurídica”, de Ana Maria De Oliveira Nusdeo

 

Economia, administração e negócios

“Belíndia 2.0: Fábulas E Ensaios Sobre O País Dos Contrastes”, de Edmar Bacha

 

Educação

“Série Educação – Didática Geral”, de Bruno Taranto Malheiros

 

Gastronomia

“Chefs Café”, de Carlos A. Andreotti

 

Psicologia e psicanálise

“O Sujeito na Contemporaneidade”, de Joel Birman

 

Reportagem

“As Duas Guerras de Vlado Herzog”, de Audálio Dantas

 

Teoria e crítica literária

“A Ficção e o Poema”, de Luiz Costa Lima

 

Categorias que não concorrem a livro do ano

 

Capa

“Perseguição – O Fogo Amigo das Lembranças”, por Francisco de Assis

 

Ilustração

“Primeira Palavra”, por Elvira Vigna

 

Ilustração de livro infantil e juvenil

“Tom”, por André Neves

 

Projeto Gráfico

“A Louca Debaixo do Branco”, por Edu Hirama

 

Tradução

 “Ulysses”, por Caetano Waldrigues Galindo

 

Tradução de obra de ficção alemão-português

“Retrato da Mãe Quando Jovem”, por Luis S. Krausz

0 comentários