ESPM inaugura pós-graduação em jornalismo investigativo em parceria com Abraji

O evento começa às 10h, no auditório da ESPM, no centro do Rio, dia 2 de dezembro
 

Na segunda-feira (2/12), a ESPM-RJ e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) promovem o lançamento da Pós-Graduação em Jornalismo Investigativo, resultado da parceria entre as duas instituições. A intenção é conduzir os estudantes à análise do mercado jornalístico e conhecer técnicas necessárias para apurações complexas.

 
 
 
“Quando pensamos no projeto do curso de jornalismo na ESPM, ficamos imaginando maneiras de promover um ensino de excelência”, afirma Leonardo Mancini, chefe do departamento de jornalismo da ESPM-RJ. 
 
 
 
“O curso de pós foi pensado para dar competência e viabilidade para o jornalista em um momento em que mercado está mudando muito: as redações mudam, a maneira de trabalhar, há a necessidade do profissional interagir com novas tecnologias”, declara.
 
 
 
 
Mancini defende que cada vez mais as apurações se ancoram em bancos de dados e informações de instituições públicas. Segundo ele, é preciso entender a Lei de Acesso à Informação, economia e finanças. “São competências que, geralmente, não são ensinadas tradicionalmente em redações”, avalia. “Então, pensamos em montar uma pós que dê isso e ensine ferramentas que vão além do básico.”
 
 
 
O curso, de acordo com o jornalista, vai ensinar também medidas de proteção, tanto individual quanto da fonte, já que o profissional do setor está mais sujeito a riscos. A grade começa discutindo como estão estruturados os meios e quais as tendências do mercado. Depois, os alunos se aprofundam em sistemas de informação, estatística e cobertura em diferentes mídias.
 
 
 
“A ideia é que a gente consiga formar um jornalista que vá além da informação óbvia”, ressalta Mancini. “A essência do jornalismo é a investigação. O bom jornalista é aquele que tem informação que ninguém tem. Para isso, ele tem de se utilizar de ferramentas. Ele tem que ser um pouco detetive.”
 
 
 
Durante o evento de lançamento do curso, Glenn Greenwald, responsável por divulgar o esquema espionagem norte-americana, e Mauri König, repórter da Gazeta do Povo e diretor da Abraji, participam de um debate mediado por Marcelo Beraba, diretor da sucursal do Estadão, no Rio de Janeiro (RJ), e diretor da Abraji.
 
 
 
O evento começa às 10h, no auditório da ESPM, localizado na rua do Rosário, 90, no centro do Rio de Janeiro. Para se inscrever, basta preencher um formulário online.

0 comentários