Modernização de Centrais de Alimentos do PAA beneficia 43 mil agricultores

Ministério investirá R$ 81,8 milhões em 12 estados do Norte e Nordeste. Recurso será aplicado na compra de veículos, balanças eletrônicas, freezers, computadores e melhorias na infraestrutura de centrais do Programa de Aquisição de Alimentos
 

Quase 43 mil famílias de agricultores, em 1.044 municípios das regiões Norte e Nordeste, serão beneficiadas com a modernização das centrais que recebem os produtos fornecidos por elas para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) vai repassar R$ 81,8 milhões, até 2014, aos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins para a compra de equipamentos, materiais de consumo e permanentes e de veículos para o transporte dos produtos.

 

 

De acordo com as propostas estaduais aprovadas, o investimento será utilizado para a compra de 298 veículos para o transporte dos alimentos, 740 balanças eletrônicas, 1,4 mil freezers, 537 computadores, além de monoblocos, carros de mão e outros equipamentos. No total, mais de 7,5 mil entidades socioassistenciais, escolas, creches e outras instituições que recebem alimentos do PAA serão beneficiadas com a modernização das centrais de alimentos.

 

 

A coordenadora geral de Equipamentos Públicos de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Kathleen Machado, explica que a modernização das centrais atende a duas demandas ao mesmo tempo. “Os alimentos que são vendidos ao PAA vindos dos agricultores familiares são organizados de acordo com a quantidade que vai para cada entidade, sem que os próprios produtores tenham que fazer a entrega nas instituições. Além disso, esses produtos garantem a o direito à alimentação adequada às famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade.”

 

 

Kathleen destaca que o objetivo do ministério é alavancar projetos que fortaleçam a agricultura familiar no Norte e no Nordeste – regiões onde há maior concentração de pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. Além disso, juntas, as duas regiões concentram mais da metade dos agricultores familiares que acessam o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA): Nordeste (44%) e Norte (8%).

 

 

Informações para Imprensa: MDS

0 comentários