Obra da Globo aparece em lista de beneficiados pela “máfia do ISS” da prefeitura de SP

Emissora negou fazer parte do esquema da "máfia do ISS"
 

A Rede Globo está incluída em uma lista de participação em um dos 652 empreendimentos que supostamente teriam se beneficiado do esquema de desvio de recursos do ISS (Imposto sobre Serviços) na Prefeitura de São Paulo (SP).

 

 

Crédito:Divulgação

Segundo o Notícias da TV, do UOL, a emissora teria obtido um habite-se, documento que comprova que determinada construção foi realizada de acordo com as normas técnicas, pagando apenas 50,51% do ISS devido. A economia foi de pouco mais de 150 mil reais. O documento aponta que a Globo pagou R$ 158.893,39. A obra seria uma ampliação de sua sede, no Brooklin, em São Paulo (SP).

 

 

 

A lista integra os processos da Controladoria Geral do Município e do Ministério Público Estadual que apuram a atuação da “máfia do ISS”. A quadrilha teria desviado cerca de R$ 500 milhões da prefeitura, além de ofertar o habite-se para construtoras sem que as empresas recolhessem todo o ISS devido, de 5% sobre o valor da mão de obra utilizada.

 

 

 

De acordo com a publicação, a lista não significa que a empresa está irregular ou que participou de fraude. Somente uma delas confessou pagar parte do imposto à máfia. Em nota, a Globo negou irregularidades e disse que “recolhe regularmente todos os impostos da Prefeitura de São Paulo incidentes sobre suas atividades passíveis de tributação”.

 

 

PORTAL  IMPRENSA

0 comentários