Rendimento real do trabalhador tem queda entre setembro e outubro

O rendimento passou de R$ 1.919,82 em setembro (valor corrigido pela inflação) para R$ 1.917,30 em outubro
 

 

A média do rendimento real habitual do trabalhador brasileiro caiu 0,1% entre setembro e outubro deste ano. Segundo Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o rendimento passou de R$ 1.919,82 em setembro (valor corrigido pela inflação) para R$ 1.917,30 em outubro.

 

 

Na comparação com outubro de 2012, no entanto, o aumento do poder de compra foi 1,8%, de acordo com o IBGE. Salvador foi a região metropolitana que apresentou as maiores quedas do rendimento, de 4% no mês e de 5,5% no ano. Já Porto Alegre teve as maiores altas: 1,9% no mês e 5,6% no ano.

 

 

Entre as categorias profissionais, as principais altas foram observadas nos setores de construção (aumento de 4,7% no mês e 7,2% no ano) e serviços domésticos (alta de 1,1% no mês e 8,1% no ano). Já os serviços prestados à empresa tiveram queda de 0,4% no mês e de 2,5% no ano.

0 comentários