Aneel promove leilões de geração e de transmissão de energia

O leilão de transmissão vai licitar quatro lotes, compostos de 466 quilômetros de linhas de transmissão e de subestações
 

Transmissao-de-energiaA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) faz leilões de geração e de transmissão de energia. O leilão de geração (A-5) será para contratar energia elétrica proveniente de novos empreendimentos de geração de fontes hidráulica, eólica, solar e termelétrica (a biomassa, a carvão ou gás natural em ciclo combinado), com início de suprimento a partir de maio de 2018. A licitação está marcada para as 14h e será operada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), pela internet.

 

 

O principal empreendimento desse leilão é a Hidrelétrica São Manoel, prevista para ser construída no Rio Teles Pires, em Mato Grosso, e que terá potência de 700 megawatts. O leilão da usina chegou a ser suspenso por uma decisão da Justiça Federal, que foi derrubada ontem (12) pela Advocacia-Geral da União.

 

Foram habilitados 687 projetos, dos quais 539 são empreendimentos eólicos, 88 solares fotovoltaicos, sete solares heliotérmicos, 32 pequenas centrais hidroelétricas (PCHs), dois hidrelétricos, 14 termelétricos a biomassa, quatro termelétricos a carvão e um termelétrico a gás natural.

 

 

O leilão de transmissão vai licitar quatro lotes, compostos de 466 quilômetros de linhas de transmissão e de subestações, com um total de 550 megavolt-amperes (MVA) de potência. Cinco empresas e dois consórcios foram habilitados para participar da disputa.

 

 

Segundo a Aneel, as novas instalações de transmissão vão demandar investimentos de R$ 359 milhões em seis estados, com geração de 1.377 empregos diretos. O prazo de conclusão das obras será 22 a 36 meses e de 30 anos para os contratos de concessão. Serão licitadas cinco linhas de transmissão e três subestações nos estados de Minas Gerais, Rondônia, do Maranhão, Piauí, Tocantins e Ceará.

 

Agência Brasil

0 comentários