Agência instalada em barco vai atender mulheres ribeirinhas vítimas de violência

De acordo com a secretaria, os barcos expandem a cobertura dos serviços do programa
 

A Agência-Barco Ilha de Marajó, da Caixa, vai atender também mulheres ribeirinhas vítimas de violência. Hoje (16), em Belém, a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, e o presidente da Caixa, Jorge Hereda, firmarão termo de cooperação que estabelece a prestação de serviços, no barco, do Programa Mulher, Viver sem Violência.

 

 

Atualmente, a agência-barco atenua as dificuldades de acesso aos serviços e produtos bancários. Agora, além do atendimento bancário, serão oferecidos serviços de informações sobre direitos, sobre a Lei Maria da Penha e sobre a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, além do estímulo ao acesso à Justiça na rede especializada (juizados, defensorias públicas, ministérios públicos, tribunais de Justiça, delegacias).

 

 

Em um período de 20 dias, a embarcação percorrerá nove municípios: Bagre, Curralinho, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, São Sebastião da Boa Vista e Soure. A primeira saída está prevista para 20 de janeiro.

 

 

De acordo com a secretaria, os barcos expandem a cobertura dos serviços do programa. Há ainda ônibus doados pela secretaria aos governos estaduais e consórcios de municípios localizados no campo e na floresta – dois por unidade da Federação, totalizando 54 veículos.

 

Agência Brasil

0 comentários