Dilma se reúne com o ministro da justiça, Eduardo Cardozo, para discutir crise no Maranhão

O objetivo é identificar presos temporários ou que já cumpriram suas penas e podem ser colocados em liberdade
 

DilmaA presidenta Dilma Rousseff se reúne nessa quinta-feira (16/01) com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. 

 

Eles devem avaliar os desdobramentos da crise no sistema penitenciário do Maranhão. Outro assunto que deve ser discutido é a entrada ilegal de novos haitianos no Acre, pela fronteira com o Peru.

 

Nessa quarta-feira (15/01), um mutirão judiciário começou um levantamento sobre a situação dos presos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Cinco salas foram reservadas no Fórum de São Luís para os trabalhos, que reúnem 22 juízes, 28 promotores de Justiça e 21 defensores públicos do estado.

 

O objetivo é identificar presos temporários ou que já cumpriram suas penas e podem ser colocados em liberdade. O mutirão também pretende fazer um levantamento dos presos de menor periculosidade, que podem receber penas alternativas ou serem colocados em liberdade condicional com o uso de monitoramento eletrônico.

 

A crise no sistema prisional maranhense culminou com a morte de uma criança e com quatro pessoas feridas depois que bandidos colocaram fogo em ônibus em São Luís. A ordem para os ataques partiu de dentro da Penitenciária de Pedrinhas, onde duas facções rivais brigam pelo controle do presídio.

 

Agência Brasil

0 comentários